A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Glenn Greenwald ligou 17 vezes para Adélio Bispo no dia do atentado

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
13.jun.2019 | 15h01 |

Circula pelas redes sociais a informação de que o jornalista Glenn Greenwald teria ligado 17 vezes para Adélio Bispo, responsável pelo atentado que feriu gravemente Jair Bolsonaro em setembro de 2018, durante as eleições presidenciais.

Essa informação começou a circular após o site  The Intercept Brasil publicar uma série de reportagens  que revelaram conversas privadas entre o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, e o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Porque o jornalista Glenn Greenwald ligou 17 vezes para Adélio Bispo no dia do esfaqueamento de Bolsonaro??”
Texto da imagem que, até as 15h do dia 12 de junho de 2019, tinha sido compartilhada mais de 400 vezes no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A Procuradoria Regional de Minas Gerais afirmou que a informação não procede, enquanto o Ministério Público Federal comunicou, em nota, que desconhece o assunto. Por último, a Polícia Federal, que investiga o atentado contra Jair Bolsonaro, informou que não comenta casos em aberto.

Em setembro de 2018, a juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho determinou a quebra de sigilo dos quatro celulares e de um notebook apreendidos com Adélio Bispo. Com isso, a PF rastreou ligações, mensagens e contatos de Adélio. Até o momento, não foi divulgada qualquer informação sobre um suposto mandante ou cúmplice do atentado.

Em fevereiro, circulou pelas redes sociais que ex-deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB) teria ligado 18 vezes para Adélio Bispo no dia do atentado contra Bolsonaro (PSL). A Lupa também classificou essa informação como falsa.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo