A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que sargento preso com 39 kg de cocaína tirou foto com Bolsonaro na Marcha para Jesus

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
28.jun.2019 | 12h26 |

Circula pelas redes sociais uma foto que mostra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em uma edição da Marcha para Jesus, cercado por outras pessoas. A legenda afirma que entre elas está o sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, preso na Espanha sob suspeita de tentar entrar no país com 39 quilos de cocaína na mala. O texto diz ainda que o militar, que viajava em um avião da Presidência, é filiado ao PSL. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Adivinha quem estava com o presidente miliciano na fatídica Marcha para Jesus? Ele mesmo! Sargento traficante miliciano do PSL! Veja a foto.”

Legenda de imagem que, até as 11h30 de 28 de junho de 2019, tinha 768 compartilhamentos no Facebook

FALSO

A informação, checada pela Lupa, é falsa. A foto exibida no post foi publicada pela primeira vez no perfil de Bolsonaro no Facebook em 30 de maio de 2015, durante a Marcha para Jesus no Rio de Janeiro. A pessoa apontada na imagem, como informa a legenda original, é o deputado federal Sóstenes Cavalcante (ex-PSD-RJ, hoje no DEM-RJ). Ao seu lado estão o pastor Silas Malafaia e o então senador Magno Malta (PR-ES). 

Em post no seu perfil oficial no Facebook, o próprio Cavalcante publicou um esclarecimento, afirmando que é ele, e não o militar, quem aparece ao lado de Bolsonaro. Diz o texto: “Desde ontem estou recebendo uma fake news dizendo que sou eu o sargento preso com 39 quilos de cocaína no voo presidencial. Todos sabem que não sou sargento, que estou deputado federal pelo segundo mandato e que não estava na comitiva presidencial, até porque trabalhei a semana toda em Brasília e hoje estou no meu estado.”

É falso também que o sargento detido na Espanha seja filiado ao PSL. De acordo com o inciso V, parágrafo 3º, do artigo 142 da Constituição,”o militar, enquanto em serviço ativo, não pode estar filiado a partidos políticos”. O nome de Rodrigues também não aparece em nenhuma das listas de filiados do PSL em todos os 26 estados e no Distrito Federal, disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo