A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Drauzio Varella recomendou suplemento contra dores articulares

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
02.set.2019 | 18h23 |

Circula nas redes sociais uma entrevista falsa com o médico Drauzio Varella. O texto simula uma recomendação do médico para o uso de um suplemento alimentar contra dores nas articulações. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Reportagem do Fantástico Anuncia: O Fim das Dores Articulares Finalmente Chega ao Brasil – Drauzio Varella”
Título de conteúdo publicado em uma versão falsificada do site de Drauzio Varella, que, até as 17h do dia 2 de setembro, tinha sido compartilhada por pelo menos 835 pessoas

FALSO

O conteúdo analisado pela Lupa é falso. O doutor Drauzio Varella nunca deu entrevista ao programa Fantástico recomendando um suplemento alimentar para dores nas articulações. “Nunca fiz nem nunca farei propaganda de remédios, muito menos desses que prometem curas sem comprovação científica. Sempre que você vir meu nome associado a algum medicamento tenha certeza: é mentira, propaganda enganosa”, disse Varella, em nota enviada à Lupa.

O conteúdo está em uma página que simula o site do médico, hospedado no UOL, e simula uma transcrição de entrevista do médico para o Fantástico. Apesar da aparência, há vários sinais claros de que se trata de uma falsificação. O site está hospedado, logicamente, em um endereço diferente. Os títulos são todos escritos com as primeiras palavras capitalizadas, o que não acontece no site original do dr. Dráuzio Varella. Além disso, há erros nos créditos – o médico aparece, simultaneamente, como autor da entrevista e entrevistado. 

A “entrevista” é uma peça de marketing para um suplemento alimentar chamado Cartilax UC2. No texto, a pessoa que se passa por Varella diz que esse produto “elimina dores nas articulações”. Na publicação é mencionado, ainda, que o produto é seguro e foi “liberado pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]”. No entanto, no site da agência, no qual estão listados todos os medicamentos e suplementos alimentares liberados no Brasil, o produto não aparece.

No final do texto falso, há um link direto para um site que leva o nome do produto. A empresa responsável pela página, chamada Clube Saúde e Bem Estar, foi procurada pelo telefone e por e-mail, mas não retornou aos contatos.

Essa informação também foi verificada pelo projeto Fato ou Fake. No último domingo (1º), o Fantástico, da Rede Globo, mostrou uma fala de Varella negando a recomendação. O programa classificou o conteúdo como “falso e criminoso”. 

Ao jornal Folha de S. Paulo, Varella escreveu artigo criticando o que chamou de “estelionatários da internet”. “Caro leitor, se você caiu na armadilha de adquirir esse produto, nem se dê ao trabalho de cancelar a compra. O site dos vigaristas não aceita devolução. Jogue essa porcaria no lixo. Não vá tomar as cápsulas, sabe-se lá que m.. puseram dentro”, diz o texto.

Atualização, às 16h15 do dia 3 de setembro de 2019: Também circula nas redes sociais conteúdo idêntico vinculando o médico Lair Ribeiro ao Cartilax UC2. Ribeiro também negou, em publicação em sua páginas no Facebook, qualquer relação com o suplemento. “Quero deixar bem claro que não conheço esse produto chamado Cartilax. Nada sei sobre sua formulação, origem, validade de seus componentes e princípios ativos, e muito menos tenho informações sobre seu fabricante”

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo