A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que cubano recebendo extrema unção era fazendeiro executado sem julgamento

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
19.set.2019 | 14h34 |

Circula pelas redes sociais a imagem de um cubano recebendo extrema unção momentos antes de ser fuzilado por um pelotão das forças de Fidel Castro em 1959, durante a Revolução Cubana. Segundo a legenda que acompanha a foto, o homem era um fazendeiro, dono de um canavial, que se recusou a trabalhar em regime de escravidão na sua propriedade. Ele teria sido morto sem julgamento, por ordem de Che Guevara. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“A foto abaixo ganhou um Pulitzer; um padre dando a última bênção ou a extrema unção, a um cubano lavrador dono de um canavial, que se recusou a trabalhar em regime de escravidão em seu próprio roçado, foi fuzilado sem o direito de defesa por ordem de Che Guevara, o mesmo que muitos idolatram!”

Legenda de foto no Facebook que, até as 10h30 de 19 de setembro de 2019, tinha mais de 39 mil compartilhamentos

FALSO

A informação, analisada pela Lupa, é falsa. O homem que aparece recebendo a extrema unção não é um agricultor que se recusou a trabalhar em regime de escravidão. Trata-se do cabo José Cipriano Rodríguez, integrante do Exército do ditador Fulgêncio Batista, deposto em 1º de janeiro daquele ano. A imagem foi feita pelo fotógrafo Andrew Lopez, da United Press International (UPI), em 17 de janeiro de 1959.

O retrato integra um conjunto de quatro fotos que mostra os últimos momentos da vida de Rodríguez e venceu o prêmio Pulitzer de fotografia em 1960. A legenda original da foto que circula nas redes informa que o cabo foi julgado por um tribunal militar formado pelas forças revolucionárias na cidade de Matanzas, localizada no norte da ilha. Ele foi considerado culpado pela morte de dois irmãos. 

No site do Pulitzer, é possível ver a segunda imagem da série, com Rodríguez em pé, de costas para a parede, sendo amarrado para o fuzilamento. O site da UPI traz a legenda original dessa foto, com a informação de que o homem foi executado logo após ser condenado por crime de guerra. De acordo com o texto, o julgamento durou apenas um minuto. 

Em nenhuma das duas legendas disponíveis Lopez cita que a ordem para a execução tivesse partido pessoalmente do comandante Che Guevara. De acordo com o livro Che – Uma biografia, de Jon Lee Anderson, o revolucionário de fato ordenou execuções de opositores, mas elas ocorriam na fortaleza de San Carlos de La Cabaña, em Havana, a cerca de 100 quilômetros de Matanzas. Ele instalou-se no local em 9 de janeiro de 1959.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo