A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Fotos que mostram lixo no Rock in Rio são de 2011 e 2013

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.set.2019 | 13h34 |

Circulam pelas redes sociais duas imagens mostrando grandes quantidades de lixo acumulado no chão. A sujeira teria sido deixada pelo público que foi ao primeiro fim de semana do Rock in Rio 2019, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Rock in Rio: O povo que gritava ‘Salvem a Amazônia’ deixou mais de 30 toneladas de lixo”

Texto de post no Facebook que, até as 11h30 de 30 de setembro de 2019, tinha mais de 6,8 mil compartilhamentos

FALSO

A informação, verificada pela Lupa, é falsa. A foto que mostra uma grande quantidade de lixo acumulado no chão não foi feita recentemente, mas na edição de 2013 do Rock in Rio. A imagem já havia circulado em 2017 e foi checada pela Lupa na época. O autor é o fotógrafo Flávio Moraes, e a publicação original ocorreu em uma galeria de imagens do portal G1 sobre o festival. Naquele ano, haviam sido recolhidas 30 toneladas no primeiro fim de semana do Rock in Rio.

Em nota enviada à Lupa, a Comlurb informou que este ano a quantidade de lixo coletado nas áreas interna e externa somou 162,2 toneladas. Desse total, 96,3 toneladas eram resíduos potencialmente recicláveis, ou seja, 59% do total. A quantia representa a soma dos três dias do primeiro fim de semana do evento (27 a 29 de setembro) e do evento-teste que ocorreu em 24 de setembro.

De acordo com a Comlurb, apenas 10 pessoas foram multadas no período, dentro do Programa Lixo Zero, que pune as pessoas que sujam a cidade. Nove pessoas foram autuadas por descarte irregular de lixo e uma delas, por ter urinado em lugar indevido. A assessoria de imprensa do Rock in Rio informou, por telefone, que cada um dos dias do evento recebeu 100 mil pessoas.


“34 toneladas de lixo só ontem no Rock in Rio… Mas gritavam, VAMOS SALVAR A NATUREZA E AMAZÔNIA”

Texto de post no Facebook que, até as 12h de 30 de setembro de 2019, tinha 248 compartilhamentos

FALSO

A outra foto que circula pelas redes é ainda mais antiga. A imagem foi feita por Carolina Lauriano, também para o G1, depois do primeiro dia do Rock in Rio de 2011. De acordo com o texto da reportagem, os resíduos mostrados começaram a ser recolhidos na manhã do sábado, 24 de setembro, segundo dia do festival daquele ano. 

Também está errada a informação de que ontem, 29 de setembro, foram recolhidas 34 toneladas de resíduos no festival. Segundo informações da Comlurb, no último domingo houve a coleta de 62,1 toneladas de lixo nas áreas interna e externa do Rock in Rio.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo