A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Imagem de mulher destruindo boneco não é de ‘ensaio pró-aborto’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
09.out.2019 | 18h01 |

Circula pelas redes sociais uma foto de uma mulher coberta de sangue, que desmembra o boneco de um bebê. Segundo a legenda, a imagem faz parte de um ensaio fotográfico que defende o aborto. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Gente olhem só o absurdo dessa campanha com ensaios fotográficos fazendo apologia ao aborto”

Texto em post do Facebook que, até as 16h de 9 de outubro de 2019, tinha 913 compartilhamentos

FALSO

A informação checada pela Lupa é falsa. A foto não foi feita para um ensaio fotográfico em defesa do aborto. A imagem faz parte da série Baby Smash (Dilacerando bebê, em português) clicada pela fotógrafa e artista digital canadense Melissa Trotter, que mantém a página Stolen Innocence. Ela se especializou em imagens de terror ou de aspecto sombrio, muitas delas envolvendo crianças.

Em post publicado em 7 de junho na página da Stolen Innocence no Facebook, Trotter diz que jamais teve intenção de defender o aborto com essa série de imagens: “Muito obrigada às crianças maravilhosas que mandaram mensagens e me permitiram saber que isso explodiu na América do Sul pelo mesmo motivo estúpido que ocorreu nos Estados Unidos. De novo, isso não foi, não é, e nunca será sobre aborto. Seria legal se as pessoas não usassem minhas fotos para defender uma agenda ridícula, mas tudo bem.”

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo