A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Ministério de Assuntos da Família, Idosos, Mulheres e Juventude da Alemanha
Foto: Ministério de Assuntos da Família, Idosos, Mulheres e Juventude da Alemanha

#Verificamos: É falso que ministra holandesa trabalhe duas horas como gari antes de ir ao escritório

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
16.out.2019 | 19h10 |

Circula pelas redes sociais um post com uma foto de uma mulher, identificada como a ministra da Saúde da Holanda, carregando um pequeno contêiner de lixo. De acordo com a legenda, ela trabalha duas horas diariamente como agente de limpeza, antes de ir para o seu escritório. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Na Holanda, a ministra da Saúde trabalha duas (2) horas diariamente como agente de limpeza antes de ir ao seu escritório”
Legenda de post no Facebook que, até as 17h30 de 16 de outubro de 2019, tinha mais de 55 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A mulher que aparece na foto na verdade é Franziska Giffey, ministra de Assuntos da Família, Idosos, Mulheres e Juventude da Alemanha. A imagem que circula pelas redes sociais foi feita pelo fotógrafo Fabrizio Bensch, da agência Reuters. O ministro de Saúde, Bem-Estar e Esporte da Holanda é um homem, Hugo Mattheüs de Jonge, que também atua como primeiro-ministro adjunto. 

Também é falso que ela trabalhe duas horas por dia como agente de limpeza pública. A foto mostra uma ação da ministra para celebrar o Dia Internacional da Mulher este ano. Em 7 de março, um dia antes da data oficial, ela trabalhou como gari em Berlim para mostrar que é preciso eliminar estereótipos. “As mulheres podem fazer de tudo: ser CEOs, engenheiras civis, especialistas em TI – e também trabalhar como agentes de limpeza”, disse Giffey, em reportagem publicada pelo jornal Der Tagesspiegel

Ela afirmou ter achado o trabalho desgastante fisicamente. De acordo com a ministra, a igualdade de gênero depende também da escolha da carreira. “Quero um mundo profissional em que mulheres com empregos típicos dos homens possam trabalhar tão bem quanto homens com empregos típicos de mulheres”, afirmou.

Uma checagem semelhante foi feita pelos sites Maldito Bulo e Polígrafo

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo