A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que loja de Luciano Huck vendeu camiseta com os dizeres ‘Bozonaro 66.666’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
18.out.2019 | 16h13 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra uma loja vendendo uma camiseta com os dizeres “Bozonaro 66.666”, na qual o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é retratado como um palhaço. Na legenda, é dito que a loja em questão é de propriedade do apresentador Luciano Huck. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Loja de Luciano Huck repasse ao máximo pra ferrar essa loja desse safado que se passa de bom moço !!!”
Legenda de vídeo publicado nas redes sociais que, até as 16h do dia 18 de outubro, tinha sido compartilhado por 32 mil pessoas

FALSO

A loja que aparece no vídeo analisado pela Lupa não é de Luciano Huck. As imagens foram gravadas em junho do no ano passado, e mostram a camiseta sendo vendida pela loja da grife Cavalera. Esta marca é de propriedade do empresário Alberto Hiar, que foi deputado estadual pelo PSDB com o apelido de Turco Loco

O nome da grife vem do ex-baterista do Sepultura, Igor Cavalera, que fundou a companhia junto com Hiar – atualmente, porém, ele não é sócio da empresa. Abaixo, uma versão um pouco mais longa do mesmo vídeo, no qual o nome da loja aparece:

Embora não tenha relação com Cavalera, Luciano Huck é, de fato, sócio de uma marca de roupas. O apresentador é um dos sócios do grupo Reserva.

Esse boato também foi verificado pelos sites Boatos.org e AFP Checamos.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Nathália Afonso

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo