A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que DF fez palestra para professores contra governo Bolsonaro

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.out.2019 | 17h03 |

Circula pelas redes sociais um vídeo em que um palestrante faz críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a legenda da publicação, o registro seria de um curso obrigatório para professores realizado pela Secretaria de Educação do Distrito Federal que visava “doutrinar todas as crianças e adolescentes contra o governo”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

 

“Pessoal, leia isso:* conheço uma pessoa na Secretaria de Educação do DF. Esses dias teve um *curso obrigatório* para todos os professores. Não tiveram aulas para as crianças, porque os professores estariam em *Curso de Formação.* Chegando lá, não foi permitida a entrada com celular. Passaram o dia inteirinho, do curso, ensinando como *atrapalhar ao máximo o Governo Bolsonaro*. Diziam que é para *doutrinar todas as crianças e adolescentes* contra o governo, fazer greve ao máximo que puder e *provocar a ira do presidente”
Legenda da imagem no Facebook que, até as 16h de 22 de outubro de 2019, tinha mais de 100 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo não foi feito em uma palestra da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Na realidade, o registro é de um ato político cultural realizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), por movimentos sociais e por estudantes da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) em Recife (PE). Fotos do evento aparecem na página do Facebook do Instituto Humanitas Unicap

Segundo a assessoria da Unicap, o ato em questão fez parte de um evento chamado “Pernambuco repudia a ditadura militar de 1964”, realizado no último dia 1º de abril. A universidade explicou, em nota, que a Unicap “não fez parte da organização do evento, tendo apenas cedido o auditório”.

Em nota, a Secretaria de Educação do Distrito Federal, citada no texto que circula em redes sociais, ressaltou que não promoveu nenhum curso que visava doutrinar todas as crianças e adolescentes contra o governo Jair Bolsonaro, classificando a informação como “fake news.” 

Segundo a secretaria, a Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (EAPE) realiza cursos de formação continuada para professores no DF. O site da EAPE mostra que os cursos oferecidos no segundo semestre de 2019 falam sobre audiovisual, a importância de brincar, entre outros assuntos. Em nenhum deles o nome do presidente Bolsonaro é citado especificamente. 

O vídeo analisado pela Lupa é antigo, circulou no início do ano e voltou a ser compartilhado recentemente. Em maio, publicações semelhantes foram analisadas por Aos Fatos e Estadão Verifica. O site Boatos.org também verificou esse conteúdo em dezembro de 2018.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo