A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso cadastro que convoca crianças para programa Bombeiro Mirim em Pelotas

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.nov.2019 | 18h50 |

Circula nas redes sociais uma publicação que anuncia um programa denominado “Bombeiro Mirim” que seria instituído em Pelotas, Rio Grande do Sul. O post no Facebook informa que a convocação seria para 100 crianças e pede que os interessados se cadastrem em um documento do Google, fornecendo informações como nome e idade da criança, nome de um responsável e telefone de contato. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

 

“BOMBEIRO MIRIM de PELOTAS-RS. CONVOCAÇÃO PARA 100 CRIANÇAS. Vagas para meninos e meninas. Cadastre (…) O Programa BOMBEIRO MIRIM será instituído na CIDADE DE PELOTAS, com o principal objetivo de oferecer atividades educativas, culturais e esportivas para crianças e adolescente de 07 a 13 anos.

AVISO IMPORTANTE: Todos cadastrados no projeto deverão comparecer quando convocados para o processo de seleção e para efetivar a inscrição”
Texto publicado no Facebook que, até as 16h do dia 26 de novembro de 2019, tinha sido compartilhado por diversas pessoas na rede

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul (CBMRS) não está convocando crianças para o programa Bombeiro Mirim por um documento do Google. Em nota, encaminhada pela Secretaria de Segurança Pública do estado, o CBMRS informou que “não realiza inscrições por site, link de internet ou rede social”.

A entidade ressaltou ainda que os programas institucionais denominados “Bombeiro Mirim” e “Bombeiro na Escola” são realizados nos batalhões, “sem intermediários ou representantes”. 

Essa não é a primeira vez que uma informação falsa circulou utilizando o nome do CBMRS. Em setembro, golpistas enviaram “e-mails falsos em nome do Corpo de Bombeiros, a respeito de vistorias de regularização e conclusão de memorial, orientando o destinatário a clicarem em um link para verem a documentação”. Na época, o conteúdo foi classificado como falso pela Secretaria de Segurança do Rio Grande do Sul em seu site.  

Em nota, a Prefeitura de Pelotas informou que não tem conhecimento sobre o caso. 

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo