A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Foto de médicos negros atendendo membro da KKK é peça publicitária

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
10.dez.2019 | 16h06 |

Circula nas redes sociais uma imagem que mostra médicos negros socorrendo um homem vestido com uma roupa da Klu Klux Klan (KKK), organização criminosa americana que defende a supremacia branca. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Pra galera que ta aí dizendo que “socorreria o policial levemente ferido e o traficante gravemente ferido não”, deixo essa imagem de profissionais da saúde NEGROS socorrendo um membro gravemente ferido da Klu Klux Klan. Sabe o que esses profissionais têm? Ética. Já vocês nem ética, nem compaixão, só ódio. Antes de tudo, sejam humanos”
Legenda de imagem que, até as 15h do dia 10 de dezembro de 2019, tinha compartilhado por mais de 43 mil pessoas

FALSO

A legenda da imagem analisada pela Lupa é falsa. A foto, na verdade, é uma encenação feita para uma peça publicitária da revista australiana Large. Segundo o site americano de checagem Snopes, em checagem realizada ainda em 2005, ela foi tirada pelo fotógrafo Sean Izzard, em 2004. As imagens originais, porém, não estão mais no site do artista

A peça era parte de uma campanha publicitária da revista, cujo lema era “For people who think bigger than they are” (em português, algo como “para pessoas que pensam além do que elas são”). Outras imagens da mesma campanha mostram pessoas agindo de forma nobre em situações adversas.

Esse boato circula desde 2005 e, no passado, foi checado pelo E-farsas e pela AFP

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo