A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Lista de alimentos que ‘eliminam nicotina e limpam os pulmões’ não tem respaldo científico

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
12.dez.2019 | 18h54 |

Circula nas redes sociais uma lista de 10 alimentos que supostamente eliminam a nicotina e limpam os pulmões. Entre os itens citados estão: brócolis, laranja, suco de cenoura e kiwi. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Atenção, todos os fumantes e ex-fumantes: estes 10 alimentos eliminam a nicotina e limpam os pulmões”
Título do texto publicado pelo site Cura pela Natureza que, até às 17h do dia 12 de dezembro de 2019, havia sido compartilhada por mais de 180 pessoas no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O coordenador da Comissão Científica de Tabagismo da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT),  Dr. Luiz Fernando Pereira, informou que “não encontrou na literatura nenhuma base de evidência forte para alguns comentários citados pelos autores do texto”. 

Segundo o médico, os alimentos citados no texto – brócolis, laranja, suco de cenoura e outros – são benéficos para qualquer pessoa, seja ela fumante ou não. Entretanto, eles não desempenham qualquer função específica em relação à “limpeza” dos pulmões e na eliminação da nicotina.

A nicotina é uma substância psicoativa encontrada em todos os derivados do tabaco e que é responsável pela dependência do cigarro. A SBPT esclarece que essa substância tem meia vida relativamente curta. Essa é a razão, inclusive, pela qual pessoas viciadas em cigarro sentem vontade de fumar em intervalos curtos de tempo. Independentemente da alimentação, a nicotina é eliminada do corpo após algumas horas.  

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) informa que a nicotina traz diversos malefícios para o corpo. Ela estimula, por exemplo, o aparelho gastrointestinal a produzir ácido clorídrico, o que pode causar úlcera gástrica. Além disso, a nicotina também estimula a liberação de “substâncias quimiotáticas no pulmão, que estimulará um processo que irá destruir a elastina, provocando o enfisema pulmonar”. Entretanto, a substância em si não fica alojada nos pulmões.

Segundo o médico Dráuzio Varella, o dano nos pulmões acontece quando a fumaça quente inalada queima os cílios presentes nos brônquios. Esse processo acontece após uma pessoa fumar muitos cigarros. Com isso, partículas externas inaladas, oriundas da poluição ou até mesmo da fumaça, se acumulam dentro do corpo. Veja o vídeo:        

Quando um fumante decide parar com o vício, é comum que essa pessoa coma com mais frequência e quantidade, como uma forma de aliviar a ansiedade. A SBPT recomenda consumir alimentos pouco calóricos e mais nutritivos. Ou seja: é positivo consumir alimentos como brócolis, cenoura e laranja após parar de fumar, mas eles não vão ajudar na “limpeza” dos pulmões.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) informa que o Ministério da Saúde, em conjunto com secretarias estaduais e municipais, organiza uma rede de unidades de saúde do SUS para o tratamento do tabagismo para pessoas que desejam parar de fumar. O tratamento consiste em consultas individuais e sessões de grupo de apoio.    

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo