A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo de ataque a general iraniano é conteúdo promocional de jogo

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.jan.2020 | 16h19 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra um comboio com vários caminhões sendo bombardeado. Na legenda, é informado que se trata da operação norte-americana que matou o general iraniano Qassim Suleimani, no dia 3, em Bagdá, capital do Iraque. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

 

“Drone de US$ 11 mi foi guiado dos EUA”
Legenda de vídeo publicado no Facebook que, até as 15h do dia 6 de janeiro de 2020, tinha sido visualizado por mais de 700 pessoas

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa não tem nenhuma relação com a morte do general iraniano Qassim Suleimani. Na verdade, trata-se de uma cena de um jogo para celular chamado “AC-130 Gunship Simulator: Special Ops Squadron”. O vídeo foi publicado no YouTube originalmente em 2015. Veja abaixo:


O vídeo foi publicado antes do lançamento do jogo e mostra uma versão ainda em desenvolvimento. Um aviso no canto superior direito diz não se tratar da versão final do produto. Esse alerta não foi retirado da versão que circula como se fosse um vídeo real. A qualidade da imagem, no entanto, foi piorada, o que prejudica a visualização desse e de outros detalhes.

O deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) e o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PRP) publicaram a gravação como se fosse da morte de Suleimani no Twitter e no Facebook, respectivamente. Posteriormente, Zarattini apagou o vídeo e disse se tratar de um “erro”. A Lupa contatou Garotinho mas, até a publicação desta checagem, não obteve resposta.

Essa informação também foi verificada pela Veja e pelo UOL.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo