A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Veículos militares apedrejados por civis em vídeo não são tropas norte-americanas

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.jan.2020 | 19h24 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra um grupo de pessoas arremessando pedras contra veículos militares. Na legenda, é informado que são iraquianos atacando militares dos Estados Unidos. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Povo iraquiano rechaça tropas estadunidenses”
Legenda de vídeo publicado no Facebook que, até as 18h do dia 6 de janeiro de 2020, tinha sido compartilhado por mais de 750 pessoas

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa não mostra tropas dos Estados Unidos sendo atacadas por civis iraquianos. As imagens foram gravadas no nordeste da Síria, e mostram um comboio de veículos militares da Rússia e da Turquia sendo apedrejados por civis curdos em novembro de 2019. Segundo a agência de notícias Reuters, as imagens foram gravadas próximo à cidade de Maabadah, no Curdistão sírio.

É possível ver a marca d’água do site RT, antes conhecido como Russia Today, no canto direito inferior do vídeo. Algumas das imagens mostradas foram publicadas na conta do RT no Twitter entre os dias 8 e 14 de novembro de 2019. Nos tuítes, é dito que civis no nordeste da Síria, região de maioria curda, apedrejaram tropas turcas e russas. Um vídeo de 9 de novembro de 2019 da agência Ruptly, do mesmo grupo de comunicação, mostra cenas similares.

As imagens também aparecem em um vídeo do canal de TV egípcio Al Ghad, publicado em 8 de novembro, e em reportagem da Reuters, publicada no mesmo dia.

Segundo a agência de notícias Associated Press (AP), em 8 de novembro, um grupo de civis curdos do nordeste da Síria arremessou pedras contra veículos militares em protesto contra a presença de tropas da Rússia e da Turquia na região. Na ocasião, um homem morreu atropelado por um veículo turco.

Desde novembro, tropas turcas e russas realizam patrulhas conjuntas na região nordeste da Síria, predominantemente ocupada por curdos. Este grupo étnico vive em uma área popularmente conhecida como Curdistão, que ocupa parte dos territórios da Síria, do Iraque, do Irã e da Turquia. Por exigir sua independência, os curdos têm uma relação bastante conflituosa com o governo da Turquia e de outros países da região.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌

Editado por: Nathália Afonso

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo