A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Irã x EUA: conflito gera onda de desinformação; veja o que é fato e o que é falso

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
08.jan.2020 | 15h00 |

A tensão entre o Irã e os Estados Unidos se reflete nas redes sociais. O assunto é um dos principais tópicos em proliferação de informações falsas nos últimos dias. No dia 2 de janeiro, os Estados Unidos bombardearam um comboio perto do Aeroporto Internacional de Bagdá. A ação matou Qassem Soleimani, general da Força Al Quds, uma unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã. Ele era considerado responsável pela estratégia militar e geopolítica do país.

Na última terça-feira (7), o Irã revidou e atacou duas bases militares no Iraque que abrigavam soldados americanos e iraquianos. Se os Estados Unidos decidirem atacar novamente, o governo iraniano já declarou que pretende realizar ofensivas dentro do território americano.

A Lupa está acompanhando o que vem sendo publicado nas redes sociais sobre o assunto e já localizou algumas informações incorretas. Veja o que foi verificado:

#Verificamos: Vídeo que mostra ataque de mísseis é antigo e foi gravado em Israel

#Verificamos: É falso que diplomata brasileiro foi morto por grupo ligado a Suleimani

#Verificamos: É falso que Bolsonaro convocou reservistas para auxiliar EUA contra o Irã

#Verificamos: São antigas fotos de mísseis sendo lançados pelo Irã

#Verificamos: Foto de soldados americanos em avião é antiga e não tem relação com o Irã

#Verificamos: É falso que Rodrigo Maia pediu minuto de silêncio por morte de general iraniano

#Verificamos: Veículos militares apedrejados por civis em vídeo não são tropas norte-americanas

#Verificamos: Vídeo de ataque a general iraniano é conteúdo promocional de jogo

Editado por: Natália Leal e Nathália Afonso

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo