A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo que mostra ataque de mísseis é antigo e foi gravado em Israel

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
10.jan.2020 | 18h43 |

Circula pelas redes sociais um post com um vídeo que mostra mísseis sobrevoando uma cidade e explodindo no ar. Em seguida, um deles acaba atingindo um alvo no solo e ocorre uma grande explosão. Desesperada, a pessoa que fazia a filmagem se afasta da janela e sai correndo pela sala, junto com um cachorro. Ao fundo, uma TV mostra o noticiário local. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“É negada começou [a guerra com o Irã]”

Legenda de vídeo em post do Facebook que, até as 17h de 10 de janeiro de 2020, tinha mais de 49 mil compartilhamentos

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa é antigo e não tem relação com o atual confronto que se desenrola entre Estados Unidos e Irã. As imagens foram gravadas em 12 de novembro de 2018, durante ofensiva do grupo palestino Hamas contra alvos israelenses. Foram disparadas centenas de mísseis contra a região sul daquele país, em retaliação a uma operação secreta feita por Israel para matar alguns integrantes da organização. O ataque mostrado na gravação ocorreu na cidade de Ascalão (em hebraico, Ashkelon), próxima do norte da Faixa de Gaza. Páginas do Facebook publicaram as cenas no mesmo dia. Um edifício foi atingido pelo ataque e um palestino morreu.

Os mísseis que explodem no ar foram detidos pelo sistema Domo de Ferro (Iron Dome), que defende o espaço aéreo israelense. Outras pessoas que estavam na cidade, como o jornalista Seth Frantzman, filmaram o bombardeio a partir do solo. Nas cenas, é possível ver a interceptação de outros mísseis pela defesa antiaérea. Israel também bombardeou alvos na Faixa de Gaza naquele período, mas os dois lados firmaram um cessar-fogo no dia seguinte, 13 de novembro.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Natália Leal e Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo