A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Texto em resposta a vídeo de Zélia Duncan não foi escrito por Regina Duarte

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.jan.2020 | 16h27 |

Circula pelas redes sociais um texto atribuído à atriz Regina Duarte respondendo a um vídeo divulgado pela cantora Zélia Duncan em seu perfil no Instagram, em 21 de janeiro. Na gravação, a artista fala do papel de protagonista de Duarte na série Malu Mulher, dos anos 1980, famosa por ser pioneira na discussão de temas feministas na TV, e critica o apoio dado por ela ao presidente Jair Bolsonaro. Na quarta-feira (29), a atriz aceitou o convite para comandar a Secretaria Especial da Cultura do governo federal. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“REGINA DUARTE RESPONDE À ZÉLIA DUNCAN

Sigo discordando por mais que eu tente olhar tudo com outros olhos e Zélia, me desculpe, mas vou discordar também de você e das amigas que compartilharam com adoração as suas palavras.

Me parece que agora um grupo de mulheres quer impor que todas pensemos da mesma forma. E se não pensamos, não somos dignas. Se não concordamos com todo o feminismo como um pacote de leis, não merecemos respeito! Se apoiamos o governo que vocês não apoiam, somos idiotas! Se não enxergamos tudo, tudinho como vocês, somos machistas. (…)”

Texto atribuído a Regina Duarte em post no Facebook que, até as 14h30 de 30 de janeiro de 2020, tinha 652 compartilhamentos

FALSO

É falso que Regina Duarte escreveu o texto analisado pela Lupa. A mensagem foi publicada originalmente por Marta Sertã de Paula, em uma publicação fechada no seu perfil pessoal no Facebook. Ela confirmou, por mensagem, ter sido responsável pelo conteúdo. “Ainda meio zonza com a repercussão, pois meu Face era absolutamente fechado para amigos e parentes…Nunca imaginei que ao falar com uma ‘Zélia imaginária’ – distante do meu mundinho pequeno, pudesse chegar à Zélia real… E muito menos que pudessem envolver a Regina Duarte que já tem problemas suficientes para lidar com o novo cargo”, disse.

Pouco depois, Paula escreveu um post público em seu perfil no Facebook explicando que ficou assustada com o tamanho da repercussão. “A rede social tem um lado incrível de conectar pessoas e uni-las, mas é mais confusa que telefone sem fio. E infelizmente é fato que ‘quem conta um conto, aumenta um ponto’…”, afirmou. “Agradeço aos que estão deixando claro que o texto não é da Regina. Não precisa dizer que é meu. Se viralizou é porque o texto agora é de muitos!” Também tornou público o post original, publicado no dia 25 de janeiro.

A versão original da mensagem citava Regina Duarte em dois trechos. Ela chegou a ser compartilhada como comentário em um post do blog Tribuna da Internet, em 29 de janeiro, por um usuário que se dizia amigo da autora e citava o seu nome. O texto, no entanto, foi modificado posteriormente e a parte inicial que citava “Regina Duarte” foi alterada e reescrita em primeira pessoa, para parecer ter sido redigida pela própria atriz. O segundo trecho foi mantido.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo