A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Cedae confirma que interrompeu produção de água na ETA Guandu, no Rio de Janeiro

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
03.fev.2020 | 18h12 |

Esta publicação foi corrigida às 20h00 do dia 3 de Fevereiro de 2020. Veja abaixo.

Circula nas redes sociais uma nota que supostamente teria sido divulgada pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae). A empresa estaria avisando que o sistema de cisternas passaria por uma limpeza obrigatória e, por isso, poderia faltar água na próxima quarta-feira (5). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Nota da Cedae! Economizem água a partir de AMANHÃ!”
Imagem publicada no Facebook que, até as 17h do dia 03 de fevereiro de 2020, tinha sido compartilhada mais de 150 pessoas

FALSO

Apesar de a nota analisada pela Lupa ser falsa, a Cedae informou, por volta das 19h30, que interrompeu a captação de água na Estação de Tratamento de Água (ETA) Guandu. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, foi detectada a presença de detergentes na superfície da água bruta que chega na estação. Por causa disso, as comportas de entrada foram fechadas e a produção de água foi interrompida.

Nesta segunda-feira (3), circulou nas redes sociais uma nota falsamente atribuída à Cedae que dizia que o fornecimento de água seria interrompido na próxima quarta-feira (5). A falsa nota dizia que essa interrupção seria realizada para a limpeza das cisternas da companhia. Além dos inúmeros erros de português no texto, a identidade visual do documento mostra que ele não foi produzido pela Cedae. O logotipo utilizado pela empresa atualmente não tem a palavra “nova”, ao contrário do logotipo que aparece na nota.

Após ser contatada pela Lupa, a Cedae informou, às 16h49, que a nota era falsa e que não haveria nenhuma “paralisação no abastecimento”. Porém, às 19h30, a empresa contatou a Lupa novamente para informar da interrupção emergencial do abastecimento, mas por razões diversas às mencionadas na falsa nota. Segundo a empresa, foi detectada “a presença de surfactantes (detergentes) na água bruta” que chega à ETA Guandu. “O material foi arrastado pelas fortes chuvas registradas na Região Metropolitana do Rio desde a noite de domingo (02/02)”. Não há previsão de quando a produção será normalizada.

Desde o início de janeiro, moradores do Rio de Janeiro vem relatando problemas na água distribuída pela Cedae. Isso resultou em uma enxurrada de informações falsas sobre o assunto nas redes sociais. Veja algumas clicando aqui.

Correção às 19h45 do dia 3 de fevereiro de 2020: Inicialmente, a Lupa informou que não haveria interrupção na produção de água, com base nas informações repassadas pela Cedae. Porém, a companhia comunicou posteriormente que a produção foi paralisada por motivos diversos aos mencionados no conteúdo analisado pela Lupa. Por causa disso, a reportagem e o título foram corrigidos.

Veja a checagem original, publicada sob o título É falso que Cedae irá paralisar o abastecimento de água do Rio de Janeiro, abaixo:

A informação analisada pela Lupa é falsa. A assessoria de imprensa da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) informou que a nota que circula pelas redes sociais não foi feita pela entidade. A companhia ressaltou que não haverá nenhuma paralisação no abastecimento e, por essa razão, não existe risco de faltar água para os moradores do Rio de Janeiro.

Além dos inúmeros erros de português na nota, a identidade visual do documento mostra que ele não foi produzido pela Cedae. O logotipo utilizado pela empresa atualmente não tem a palavra “nova”, ao contrário do logotipo que aparece na nota.

Desde o início de janeiro, moradores do Rio de Janeiro vem relatando problemas na água distribuída pela Cedae. Isso resultou em uma enxurrada de informações falsas sobre o assunto nas redes sociais. Veja algumas clicando aqui.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo