A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falsa declaração de Paulo Guedes sobre corte de verbas para o Carnaval e outros eventos

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
10.fev.2020 | 18h00 |

Circula pelas redes sociais uma frase atribuída ao ministro da Economia, Paulo Guedes, defendendo o corte de recursos públicos para megaeventos como o Carnaval, a Parada do Orgulho LGBTI+ e a Marcha para Jesus, entre outros. Ele teria dito que os organizadores devem usar o próprio dinheiro e que as verbas do governo devem ser direcionadas para saúde, educação, segurança, saneamento básico, transporte e desenvolvimento. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Não destinaremos recursos financeiros para o Carnaval, Parada gay, marcha da maconha, marcha pra Jesus, etc… Cada qual faça com seu próprio dinheiro. O dinheiro do povo vai para a saúde, educação, segurança, saneamento básico, transporte, e desenvolvimento”

Frase atribuída ao ministro da Economia, Paulo Guedes, em post no Facebook que, até as 16h de 10 de fevereiro de 2020, tinha mais de 20 mil compartilhamentos

FALSO

A frase que circula nas redes sociais jamais foi dita por Paulo Guedes. A Lupa não encontrou nenhuma entrevista ou declaração pública do ministro sobre esse tema.  A assessoria de imprensa do Ministério da Economia também afirmou, em nota encaminhada por e-mail, que o titular da pasta nunca fez essa afirmação.

Desde o final de 2018, essa frase circula pela internet como se fosse uma declaração de Guedes. Com a proximidade do Carnaval, no final de fevereiro deste ano, o boato voltou a circular. Checagens semelhantes foram feitas anteriormente pelos sites Boatos.org e E-farsas.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo