A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que ‘vereador José Rainha do PT’ agrediu jornalista em MT

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
17.fev.2020 | 16h49 |

Circula nas redes sociais um vídeo no qual um vereador agride uma jornalista ao vivo. Na legenda, é informado que se trata do “vereador Jose Rainha do PT”, e que não houve qualquer manifestação contrária por parte da imprensa. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

“Vereador Jose Rainha do PT agride jornalista, e na época não vimos nenhuma manifestação da classe”
Texto em vídeo publicado no Facebook que, até as 16h30 do dia 17 de fevereiro, tinha sido compartilhado por 1,3 mil pessoas

FALSO

A legenda do vídeo analisado pela Lupa é falsa. A pessoa que aparece agredindo a jornalista Márcia Pache é o então vereador de Pontes e Lacerda (MT) Lourivaldo Rodrigues de Moraes (DEM), conhecido pelo apelido Kirrarinha. José Rainha, ex-líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e hoje militante da Frente Nacional de Lutas no Campo e Cidade (FNL), nunca foi vereador.

O caso mostrado no vídeo aconteceu em junho de 2010. Kirrarinha tinha sido indiciado formalmente por autorizar a invasão de um imóvel em um condomínio habitacional construído pelo governo de Mato Grosso. Pache, que trabalhava na afiliada local do SBT, estava em um edifício da Polícia Civil cobrindo o caso. Ao questioná-lo sobre o indiciamento, ela foi agredida no rosto pelo vereador. 

Ao contrário do que a legenda afirma, na época, instituições ligadas ao jornalismo, como a Associação Brasileira de Jornalismo Investigado (Abraji), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), acompanharam o caso, assim como o Sindicato dos Jornalistas do Mato Grosso (Sindjor-MT). O caso também foi noticiado nos principais veículos de comunicação do país, incluindo a Folha de S.Paulo, a Veja e o G1.

Depois da agressão, Kirrarinha foi cassado por quebra de decoro parlamentar, e depois condenado a um ano de prisão em regime aberto. Em 2016, ele tentou voltar à Câmara de Pontes e Lacerda, mas não se elegeu. Segundo o TSE, ele ainda está filiado ao DEM.

Desde 2014, circula o boato de que Kirrarinha seria, na verdade, um vereador do PT. Na época, o Boatos.org checou essa informação. Em 2020, essa informação também foi verificada pelo Aos Fatos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo