A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Fernando Frazão/Ag.Brasil
Fernando Frazão/Ag.Brasil

Dois anos sem Marielle Franco: veja quais boatos já desmentimos

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
14.mar.2020 | 07h00 |

Neste dia 14 de março, os assassinatos da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista, Anderson Gomes, completam dois anos. Neste período, diversas peças de desinformação sobre a trajetória da vereadora, sobre sua morte e sobre os suspeitos de efetuar os disparos circularam nas redes sociais. 

Alguns desses conteúdos buscam manchar a reputação de Marielle. Uma das mais antigas, uma suposta foto da vereadora com o traficante Marcinho VP, continua circulando nas redes sociais quase dois anos depois de ser desmentida por diversos veículos de comunicação, incluindo a Lupa. Outros, buscam vincular figuras políticas ao crime, incluindo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Marielle e Anderson foram mortos quando voltavam de um evento político, às 21h10, no bairro do Estácio, na zona central do Rio de Janeiro. Os criminosos emparelharam o carro com o veículo no qual eles estavam e dispararam 13 vezes. Quase um ano depois, em março de 2019, dois ex-policiais militares, Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, foram presos, suspeitos de, respectivamente, efetuar os disparos e dirigir o carro que seguiu a vereadora. Os dois vão a júri popular. 

Entretanto, as prisões não significam que o caso foi resolvido. Ainda não se sabe o motivo do crime ou de quem partiu a ordem. Em 31 de março, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai decidir se o caso será federalizado, isto é, investigado por instituições federais — até o momento, a investigação está sendo conduzida em nível estadual.

Confira abaixo todas as checagens feitas pela Lupa sobre o caso Marielle:

#Verificamos: Post falso sobre ‘relação’ de Marielle Franco com Marcinho VP continua a circular 2 anos após assassinato

#Verificamos: É falso que Bolsonaro estava no Rio de Janeiro no dia da morte de Marielle Franco

#Verificamos: Carlos Bolsonaro não publicou foto com flores e arma no dia da morte de Marielle

#Verificamos: Mulher que faz denúncias em vídeo não é tia de Marielle Franco

#Verificamos: É falso que filho de motorista de Marielle não receberá pensão após a morte do pai

#Verificamos: É falso que deputada tenha confundido atriz de Game of Thrones com Marielle

#Verificamos: É falso que Thiago Macaco foi identificado como assassino de Marielle

#Verificamos: Suspeito de assassinar Marielle Franco não é filiado ao PT

#Verificamos: É falso que digitais de assessora de Marielle foram achadas no carro dos assassinos da vereadora

#Verificamos: Denunciado por homicídio de Marielle não morava em uma das casas de Bolsonaro

#Verificamos: É falso que PSOL tenha se reunido com a CNBB para discutir ‘canonização de Marielle’

#Verificamos: É falso que Moro tenha afastado promotor que investigava Flávio Bolsonaro e delegado do caso Marielle

#Verificamos: É falso que Bolsonaro tenha classificado indignação pela morte de Marielle como ‘mimimi’

#Verificamos: É montagem foto de ex-policial suspeito de matar Marielle usando camiseta de Lula

#Verificamos: Homem que aparece sorrindo em foto com Bolsonaro não é suspeito de ter matado Marielle

#Verificamos: É falso que Flávio Bolsonaro tenha homenageado suspeito de matar Marielle

#Verificamos: Homem ao lado de Bolsonaro em foto não é procurado pelo assassinato de Marielle

#Verificamos: É verdadeira imagem de Witzel ao lado de deputados que quebraram placa com o nome de Marielle Franco

Usuários que espalharam boatos sobre Marielle mantêm tuítes no ar

FALSO: morte de Marielle pode aumentar ‘nível de alerta do Rio’ e suspender eleições

Marielle: desembargadora, deputado e pastor não checaram antes de postar. E era bem fácil…

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo