A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Lupa e Redes Cordiais se unem para engajar influenciadores no combate às fake news sobre o coronavírus

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
16.mar.2020 | 17h03 |

A Agência Lupa e o Redes Cordiais firmaram uma parceria em prol da qualidade da informação sobre o coronavírus. Influenciadores digitais treinados nos workshops de combate à desinformação e ao ódio virtual do Redes Cordiais vão compartilhar checagens da Lupa e conscientizar seus seguidores para a importância de ficar alerta contra as fake news e os ataques on-line decorrentes da pandemia.

Desde o último domingo (15), já estão sendo espalhados pelas redes sociais cards com checagens recentes feitas pela Lupa, além de dicas para não cair em conteúdo falso sobre a doença. O objetivo é contribuir com um ambiente com mais informação verdadeira sobre o vírus.

Nesta parceria, Lupa e Redes Cordiais compartilharão em seus perfis nas principais redes sociais formas de criar empatia no ambiente virtual com os pacientes que contraíram coronavírus, para que eles não sejam estigmatizados e nem vítimas de ataques virtuais. A influenciadora Gabriela Pugliesi, por exemplo, que testou positivo para a doença após ir ao casamento de sua irmã, tem sido atacada. Influenciadores parceiros também receberão o material, para que possam dividir com seus seguidores. 

O problema é grande. De 21 de janeiro a 12 de março, o Ministério da Saúde recebeu 9.900 mensagens para checar informações sobre o coronavírus. Dessas, apenas 495 eram verdadeiras, e 8.910 eram fake news. Não é à toa: informação falsa espalha 70% mais rápido do que a verdadeira, segundo o Massachussetts Institute of Technology (MIT).

“Existe uma relação direta entre desinformação e ódio virtual. Um retroalimenta o outro, e trabalhar para redes com menos fake news anda ao lado de se combater o ódio virtual e a intolerância”, afirmou Alana Rizzo, cofundadora do Redes Cordiais.

Serão monitorados diariamente os trending topics relacionados à doença para que boatos ou ataques sejam rapidamente detectados.

“Nosso objetivo é criar uma rede de informação de qualidade sobre essa doença. Os conteúdos falsos sobre o vírus contribuem para um ambiente de pânico que não auxilia em nada neste momento. É isso que queremos evitar, e acreditamos que esta parceria contribuirá muito para mudarmos este cenário”, defendeu Natália Leal, diretora de conteúdo da Lupa.

A Lupa e o Redes já trabalham em parcerias desde 2018, quando a agência participou do primeiro workshop do projeto de educação midiática, em São Paulo, treinando influenciadores digitais.

Sobre a Agência Lupa

Primeira agência de fact-checking do Brasil, a Lupa atua no combate à desinformação e a conteúdos falsos desde que foi fundada, em 2015. É signatária do Código de Ética da International Fact-Checking Network (IFCN), rede mundial de checadores. Neste ano, a agência integra uma coalizão mundial contra a desinformação sobre o coronavírus e a Covid-19. O grupo, capitaneado pela IFCN, conta com mais de 100 plataformas de checagem, atua desde janeiro sobre o tema e já desmentiu quase mil boatos a respeito da pandemia. 

Sobre o Redes Cordiais

O Redes Cordiais é um projeto de educação midiática que treina influenciadores digitais a identificar e combater notícias falsas e discursos de ódio nas redes sociais. Em dois anos, o RC construiu uma rede de 136 influenciadores, com mais de 70 milhões de seguidores, que já tiveram uma introdução a temas da educação midiática, fact-checking e Comunicação Não Violenta. Os workshops do Redes adotam uma abordagem multidisciplinar e a proposta é engajar influenciadores de diversas tribos na construção de redes menos tóxicas. 

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo