A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Igreja Universal venda álcool em gel ungido por R$ 500

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
17.mar.2020 | 18h25 |

Circula pelas redes sociais uma foto que mostra um pote de álcool em gel com o logotipo da Igreja Universal do Reino de Deus. O texto exibido na imagem diz que o frasco custa um “sacrifício” de R$ 500 e que o pagamento pode ser feito com diferentes tipos de cartão. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Álcool ungido em Gel Uvinersal (sic). Você faz um sacrifício – R$ 500,00 – e recebe grátis”

Texto em foto de post no Facebook que, até as 16h30 de 17 de março de 2020, tinha mais de 3 mil compartilhamentos

FALSO

A foto analisada pela Lupa é uma montagem. A Igreja Universal do Reino de Deus não está vendendo álcool em gel ungido pelos bispos nos seus templos. O fotógrafo Márcio Silva fez o registro original, que ilustra um texto no portal Amazonas1. A reportagem, publicada em 29 de fevereiro, informa sobre a eficácia do produto para eliminar o novo coronavírus. O rótulo do frasco teve o conteúdo substituído e as cores ficaram mais vivas na nova versão da imagem. Foi feita também uma reprodução da cena em perspectiva.

Em nota divulgada em seu site, a Universal afirma que os responsáveis pela montagem “só desejam estimular o ódio contra a Igreja Universal do Reino de Deus, seus bispos, pastores e fiéis”. Recentemente, o bispo Edir Macedo, criador da Universal, divulgou um vídeo em que dizia que o novo coronavírus era uma estratégia de Satanás e da mídia para criar pânico na população. Criticado, ele tirou a gravação do ar.

Nesta quinta-feira (19), começou a circular nas redes sociais um vídeo com um homem não identificado que fala para uma plateia sobre a imagem do álcool em gel ungido, projetada em um telão. Muitos dos posts pegaram apenas o trecho inicial da fala e, a partir disso, disseram que se tratava do registro de um pastor da Universal tentando vender o produto. A versão mais longa da gravação encontrada pela Lupa, com 53 segundos, no entanto, mostra que o homem critica a foto a partir dos 34 segundos. “É isso que eu tô te falando. O evangelho hoje em dia está banalizado por causa dessa pouca vergonha aqui [aponta para a foto]. Cê tá me entendendo? Tá banalizado por conta disso. E o povo sabe que eu denuncio mesmo. Eu não tô nem aí”, afirma. Não foi possível identificar o palestrante, nem quando foi feita essa apresentação. Mas não se trata de um pastor vendendo o álcool em gel ungido.

Uma versão semelhante dessa checagem foi feita pelo Boatos.org.

Atualização em 19 de março de 2020, às 12h30: Incluída informação sobre vídeo que começou a circular com a imagem falsa.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo