A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que general Augusto Heleno curou-se da Covid-19 com cloroquina

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.mar.2020 | 17h06 |

Circula pelas redes sociais que o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, general Augusto Heleno, curou-se de Covid-19 tomando cloroquina. Esse é um dos medicamentos estudados para o tratamento da doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). O ministro testou positivo para o vírus em 18 de março, depois de voltar de uma viagem com a comitiva presidencial para os Estados Unidos. Ele voltou a despachar na última quarta-feira (25). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Após ser medicado com cloroquina, general Heleno, de 72 anos, anuncia que está curado do COVID-19”

Título de texto publicado no site Mídia Five que, até as 15h de 26 de março de 2020, tinha 994 compartilhamentos no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A assessoria de imprensa do GSI informou, por telefone, que o ministro não passou por nenhum tipo de tratamento contra a Covid-19. De acordo com a pasta, ele não apresentou sintomas e ficou em isolamento domiciliar até a última quarta-feira (25), quando voltou a despachar no Palácio do Planalto. Na ocasião, participou da reunião de presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com governadores de estados da região Sudeste. Ao ficar sete dias afastado, ele contrariou recomendação do Ministério da Saúde, que indica isolamento por 14 dias para quem testou positivo para o vírus.

A cloroquina, usada contra a malária, é apenas um de vários medicamentos que têm sido testados contra o novo coronavírus. Ainda não se sabe quais drogas realmente são eficazes contra a Covid-19. Até o momento, os experimentos têm sido feitos apenas com pacientes internados em hospitais – ou seja, que apresentam um quadro grave da doença causada pelo novo coronavírus. Até que haja uma comprovação científica, nenhum desses remédios deve ser usado para prevenção ou tratamento de Covid-19.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo