A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É antiga notícia de que empresário cometeu suicídio após demitir 223 funcionários

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
02.abr.2020 | 17h03 |

Circula nas redes sociais que um empresário cometeu suicídio após demitir 223 funcionários “por causa da crise”. O texto foi publicado pelo site Boca no Trombone na manhã do dia 2 de abril de 2020, e pelos sites Sempre Questione, Zip Rádio Web e Portal do Zacarias em março deste ano. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Empresário não aguenta a pressão e se suicida após demitir 223 funcionários por conta da crise”
Texto publicado nos sites Boca no Trombone, Zip Rádio Web, Portal do Zacarias e Sempre Questione em abril e março de 2020 que, até as 15h30 do dia 2 de abril de 2020, tinham sido compartilhados por mais de 1,5 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é antiga e foi retirada de seu contexto original. Em 21 de junho de 2016, o empresário Luís Antônio Scussolino, dono da Luizzi Estofados, foi encontrado morto em seu escritório, em Rio Claro (SP). Na semana anterior, ele tinha demitido 223 funcionários. O caso foi registrado como suicídio. Na época, Scussolino também era réu em uma ação por sonegação fiscal. Em 2019, seus dois filhos e sua irmã, sócia dele em outra empresa, foram condenados. 

Apesar de o caso ter ocorrido há quase quatro anos, o site Boca no Trombone publicou este conteúdo nesta quinta-feira (2), dando a entender que havia acontecido agora. O conteúdo foi compartilhado por duas páginas no Facebook ligadas ao site nesta manhã. Antes disso, os sites Zip Rádio Web e Portal do Zacarias tinham publicado o conteúdo no dia 20 de março, e o Sempre Questione publicou no dia 11 de março. Atualmente, um dos principais assuntos em debate no país é o efeito da queda na atividade econômica durante o período de isolamento para o combate da epidemia de Covid-19.

Além da notícia ser antiga, o texto é, também, um plágio. Ele foi publicado originalmente por Camilo Caetano, no site do Instituto Liberal de São Paulo (Ilisp), também em junho de 2016.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo