A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Homens em vídeos contra ações de combate ao coronavírus não são o ‘dono da Localiza’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.abr.2020 | 13h13 |

Circulam nas redes sociais dois vídeos que supostamente mostram o ‘dono da Localiza’. Num deles, a pessoa  critica as medidas de isolamento social adotadas pelos governadores. No outro, defende o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) minimizando a gravidade da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Nessa segunda gravação, a legenda diz que o homem que aparece é Salim Mattar, fundador da empresa de aluguel de automóveis Localiza Hertz. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Dono da localiza. ESSE É MACHO”
Legenda de vídeo publicado no Facebook que, até as 11h do dia 6 de abril de 2020, tinha sido compartilhado por cerca de 11 mil pessoas

FALSO

“Salim Mattar, Dono da Localiza; 71.000 carros; Faturamento: R$2,2 bi Ouça o que ele diz. Fantástico. Repassem”
Texto compartilhado junto com vídeo que circula pelo WhatsApp

FALSO

Os vídeos analisados pela Lupa não foram publicados “pelo dono da Localiza”. Dois homens diferentes aparecem nas gravações e nenhum deles é Salim Mattar, fundador da Localiza, que se afastou da companhia para assumir, no final de 2018, a Secretaria Geral de Desestatização do Ministério da Economia.

No vídeo que circula pelo Facebook, o homem diz que seu nome é “Ubiratan”. Ele critica as medidas de isolamento social adotadas pelos governadores, chamando-os de “criminosos”. Já na gravação que circula pelo WhatsApp, a pessoa que aparece é Luiz Antonio Cury Galebe, criador do programa de vendas Shop Tour. Ele critica o Congresso e defende o posicionamento de Bolsonaro em relação à Covid-19, dizendo não se tratar de uma doença grave. 

Em seu Twitter, Mattar classificou os vídeos que circulam no Facebook e no WhatsApp como “fake news”. “Sempre que eu publicar algo vocês poderão conferir por aqui. Continuem se prevenindo, pois juntos iremos superar esse desafio causado pela pandemia do coronavírus”, disse o empresário.

 

A assessoria de imprensa da Localiza informou, em nota, que “não tem qualquer vínculo com os senhores dos dois vídeos que estão circulando nas redes sociais e reitera ser uma empresa apartidária”. A empresa disse ainda que todas as suas ações estão focadas para o cuidado e saúde de seus colaboradores, clientes e sociedade em geral. 

O vídeo que circula pelo WhatsApp também foi analisado pelo Boatos.org, que classificou a gravação como falsa.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo