A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que empresário cometeu suicídio depois de demitir funcionários em Nova York

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
07.abr.2020 | 17h56 |

Circula nas redes sociais um vídeo mostrando uma pessoa pulando do topo de um prédio. A legenda da publicação diz que se trata de “um grande empresário ”, dono de uma rede de hotéis em Nova York, que se suicidou depois de demitir funcionários. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“TRAGÉDIA ANUNCIADA. Um grande Empresário dono de uma rede de hotéis em Nova York se suicidou depois de demitir todos os seus funcionários.”
Legenda do vídeo publicado no Facebook que até as 17h do dia 7 de abril de 2020 tinha mais de 400 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A filmagem original não mostra o suicídio de um  “grande empresário” do setor hoteleiro depois de demitir os funcionários. O vídeo, gravado em agosto de 2015, mostra uma mulher ganesa cometendo suicídio depois de descobrir que estava sendo traída pelo marido com a própria mãe

De acordo com o Daily Mail, a mulher encontrou a mãe e o marido tendo relações sexuais na cama do casal. Mais tarde, ela descobriu que gravidez da mãe também era fruto da traição. A mulher morreu dias depois no hospital.

Ou seja, o vídeo não mostra o suicídio de um empresário depois de demitir funcionários. Apesar de o caso ter ocorrido há quase cinco anos, o conteúdo foi compartilhado nesta terça-feira (7) dando a entender que teria acontecido em meio a pandemia de Covid-19. Atualmente, um dos principais assuntos em debate no mundo é o efeito da queda na atividade econômica durante o período de isolamento.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo