A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Hospital de Campanha do Pacaembu não tem pacientes

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
09.abr.2020 | 10h48 |

Circula nas redes sociais um vídeo mostrando a entrada do Estádio do Pacaembu, em São Paulo. No interior do local foi montado um hospital de campanha para atender pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2, o novo coronavírus. Na filmagem, um homem não identificado circula pela praça Charles Miller, situada na frente da arena esportiva, e afirma que “não tem ninguém” no hospital. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Vazio, gente, sem ninguém. Não tem ninguém aqui”
Narração de vídeo publicado no Facebook que até as 10h do dia 9 de abril de 2020 tinha mais de 25 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. De acordo com boletim da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, 29 pessoas estavam internadas no Hospital Municipal de Campanha do Pacaembu até o começo da tarde de quarta-feira (8), quando o vídeo foi gravado. Destas, uma estava em leito de estabilização, reservado para o tratamento de pacientes em estado mais grave, e 28 ocupavam leitos de baixa complexidade. A unidade ainda esperava a chegada de 15 novos pacientes até o final da quarta-feira.

Por e-mail, o órgão afirmou que a unidade é um “hospital de portas fechadas” e que recebe somente pacientes encaminhados por outras unidades da rede pública de saúde. O Hospital Municipal de Campanha do Pacaembu foi criado exclusivamente para atender pessoas infectadas pelo novo coronavírus e começou a funcionar na última segunda-feira (6). 

São Paulo é o estado com o maior número de casos confirmados de Covid-19. Até quarta-feira (8), eram 6.708 confirmações e 428 mortes no estado. Na capital, eram 4.947 confirmados e 339 mortes.

Vídeos semelhantes mostrando hospitais em Fortaleza, no Ceará, e no Rio de Janeiro também começaram a circular recentemente. Nas imagens, pessoas não identificadas alegam que as unidades estão vazias. As secretarias estaduais de saúde confirmaram que as alegações são falsas e que as unidades, assim como a de São Paulo, atendem apenas pacientes infectados com a Covid-19.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Maurício Moraes e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo