A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo de homem sendo agredido pela PM de São Paulo foi publicado em dezembro

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
14.abr.2020 | 19h36 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra um homem sendo abordado e agredido com cassetetes por policiais militares. A legenda diz que “o povo já começou a apanhar” e “nem chegou segunda-feira”, em referência à uma fala do governo de São Paulo, João Doria (PSDB), que afirmou que adotaria “medidas mais rígidas”, como advertências e prisão, caso a população não respeitasse o isolamento social para combater a Covid-19. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“NEM CHEGOU SEGUNDA FEIRA E O POVO JÁ COMEÇOU A APANHAR!!!!!!!UM ABSURDO ESSE SENHOR APANHAR SEM ARMA E DE 2 POLICIAIS!!!! ”
Legenda do vídeo publicado no Facebook que até as 14h do dia 14 de abril de 2020 tinha mais de 18 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo é antigo e é usado fora de contexto para criticar ações do governo paulista no combate a Covid-19. Uma versão do vídeo já tinha sido publicada no dia 3 de dezembro de 2019, no Twitter — ou seja, dois meses antes do primeiro caso de Covid-19 ser confirmado no Brasil.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo confirmou que a abordagem aconteceu em dezembro 2019, em Mogi das Cruzes, região metropolitana da capital. Segundo a instituição, o homem que aparece no vídeo “agrediu a companheira em um posto de combustível” e, posteriormente, foi abordado pela PM e reagiu. Um inquérito foi instaurado para apurar a conduta dos policiais e o caso foi encaminhado para o Tribunal de Justiça Militar (TJM).

A legenda que acompanha a publicação, feita no último domingo (12), diz que “nem chegou segunda-feira e o povo já começou a apanhar” em referência à uma fala do governo de São Paulo, João Doria (PSDB). Ele disse que poderia tomar “medidas mais rígidas”, como advertências e voz de prisão, caso a população não respeitasse o isolamento social. 

Na última segunda-feira (13), ele anunciou que o isolamento tinha aumentado na capital paulista e recuou sobre a adoção das medidas citadas. Desde 24 de março, apenas serviços essenciais de alimentação, abastecimento, saúde, bancos, limpeza e segurança têm autorização para funcionar.

Até terça-feira (14), o estado de São Paulo registrou 9.371 casos confirmados e 695 mortes por Covid-19. Na capital, eram 6.418 casos e 456 óbitos.

Nesta terça, a Lupa checou outra publicação com a mesma temática. Nela, um vídeo antigo de uma abordagem policial também é utilizado para afirmar que a Polícia Militar de São Paulo está abordando e agredindo pessoas que saem de casa.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo