A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É antigo vídeo que mostra frequentadores de praia levando tiros da polícia

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.abr.2020 | 14h49 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra a polícia atirando com munição não letal em pessoas que estão em uma praia. Na legenda, é dito que os governadores de “São Paulo, Bahia e Rio” autorizaram que a polícia atire em quem frequentar espaços públicos enquanto as medidas de isolamento social para o enfrentamento da Covid-19 estiverem em vigor. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Governadores de São Paulo, Bahia e Rio autorizaram a polícia atirar em quem estiver nas ruas, nas praças e nas praias”
Legenda de vídeo publicado no Facebook que, até as 13h do dia 14 de abril de 2020, tinha sido compartilhado por 2,4 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Embora haja decretos restringindo o acesso a praias e outros ambientes públicos no Rio de Janeiro, no litoral de São Paulo, e na Bahia, não há nenhuma decisão que autorize policiais militares desses estados a atirar em quem frequenta esses ambientes. O vídeo que “exemplifica” essa suposta decisão é de 2019 e não foi filmado em nenhum dos estados citados, mas em Santa Catarina.

A Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro informou, em nota, que os policiais são instruídos “a priorizar a conscientização e o diálogo no contato com os cidadãos”. “Caso ocorra insistência por parte do cidadão em não obedecer às restrições do decreto, o policial militar irá determinar seu fiel cumprimento e, caso não seja atendido, poderá lhe dar voz de prisão e fazer a condução à delegacia de polícia para apresentação à autoridade policial”, diz a nota. 

Por telefone, a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo também informou que a alegação é falsa. Segundo a assessoria, a PM “orienta a população a permanecer em casa, mas sem o uso de força”. Já a Secretaria de Segurança Pública da Bahia disse, apenas, que a alegação de que a polícia tem autorização para atirar é “fake news”.

Por fim, o vídeo foi filmado em Itapema (SC), em 2019, ou seja, não tem relação com políticas de isolamento social implementadas durante a epidemia de Covid-19. Segundo o site NSC Total, o caso ocorreu no dia 11 de março de 2019, durante um jogo de futebol de areia. A PM de Santa Catarina interveio em uma briga entre torcedores com tiros de munição não-letal e granadas de efeito moral. Segundo a PM, alguns torcedores agrediram policiais com garrafas e um guarda-sol.

Essa informação também foi verificada pela AFP e pelo Aos Fatos.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo