A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo de saque a supermercado é antigo e não foi gravado no Brasil

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.abr.2020 | 17h01 |

Circula pelas redes sociais um vídeo que mostra um grupo de pessoas saqueando um supermercado. Em meio ao que parecem ser três pneus incendiados na rua e bicicletas jogadas no chão, alguns homens e mulheres entram correndo no local, enquanto outros saem apressados com caixas, sacolas, cestas e carrinhos repletos de produtos. A legenda da gravação, que foi publicada em 26 de março deste ano, diz que o fato ocorreu recentemente no estado de Pernambuco, porque “o povo tem fome”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Taí o que está acontecendo em Pernambuco. O povo tem fome”

Legenda de vídeo no Facebook que, até as 12h de 15 de abril de 2020, tinha mais de 7,3 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Além de o vídeo ser antigo e não tem qualquer relação com a pandemia de Covid-19, ele não foi produzido em Pernambuco. A gravação original ocorreu em 1º de dezembro de 2017 e mostra o saque de uma unidade da rede de supermercados Despensa Familiar, em Honduras, na América Central. O nome e o logotipo do estabelecimento aparecem em um totem, logo no início do vídeo. Nos títulos e comentários de publicações da época, usuários do Facebook indicam se tratar de uma loja situada na cidade de San Pedro Sula, na região noroeste do país. Foi criado até mesmo um meme com o símbolo da rede, a heroína Mama Lucha.

O saque ocorreu em meio à onda de protestos que atingiam Honduras na época, relacionados ao resultado da disputa eleitoral. A confusão teria sido causada por apoiadores da coalizão política Alianza de Oposición contra la Dictadura, que concorreu à Presidência em 2017. O candidato do grupo, Salvador Nasralla, liderava na apuração, mas foi ultrapassado por Juan Orlando Hernández, do Partido Nacional. Houve denúncias de fraude no resultado, o que provocou manifestações em diversas cidades. 

Os ataques a supermercados em 1º de dezembro de 2017, incluindo o Despensa Familiar que aparece no vídeo, estão listados em um boletim sobre os protestos elaborado pelas entidades Coalición contra la Impunidad e Movimiento Amplio por la Dignidad y la Justicia. Um vídeo no canal Zona Zero, do YouTube, mostra toda a movimentação que culminou na invasão do supermercado em San Pedro Sula. O narrador afirma que houve ataques do mesmo tipo em diferentes pontos comerciais do país. 

Um conteúdo semelhante também foi checado por Aos Fatos e AFP Checamos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo