A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que WhatsApp teve bloqueio determinado pela Justiça em 2020

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
20.abr.2020 | 12h34 |

Circula no WhatsApp e no TikTok um vídeo de uma reportagem da GloboNews que fala sobre um bloqueio no aplicativo WhatsApp. Uma legenda inserida na gravação diz se tratar do primeiro bloqueio do aplicativo em 2020. A interrupção passaria a valer à meia-noite, mas não há uma especificação do dia e do mês. Essa sugestão foi encaminhada por um leitor da Lupa pelo formulário LupaAqui, no qual é possível recomendar conteúdos para verificação. Confira a verificação da Lupa:

“1º bloqueio do whatsapp de 2020 aparti (sic) das 00h. 48h sem memes”
Legenda de vídeo que está sendo compartilhado no WhatsApp e no TikTok

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Em nota, a assessoria de imprensa do WhatsApp afirmou que “não há qualquer pedido de bloqueio do WhatsApp feito em 2020”. O vídeo utilizado na publicação mostra, na verdade, uma reportagem da GloboNews de 16 de dezembro de 2015 – e não deste ano. 

Na época, o aplicativo foi bloqueado por uma decisão da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, em uma ação criminal que corria em segredo de Justiça. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o WhatsApp não havia atendido a uma determinação judicial. Uma decisão liminar desbloqueou o aplicativo depois de 14 horas.

O aplicativo também foi bloqueado em fevereiro de 2015, maio de 2016 e julho de 2016. Depois disso, nenhum bloqueio nacional foi realizado.

Em fevereiro deste ano, o Boatos.org checou o mesmo vídeo, mas com uma legenda diferente.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo