A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que caixões vazios estão sendo enterrados no Amazonas

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
23.abr.2020 | 16h08 |

Circula nas redes sociais uma fotografia mostrando uma trincheira com diversos caixões enfileirados no Amazonas. A legenda diz que, segundo reportagem do Jornal da Band, “estão enterrando caixões vazios para causar pânico na população”. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Estão enterrando caixões vazios para causa pânico a população do amazonas. Denunciaram hoje no jornal da band”
Legenda imagem compartilhada no Facebook que até as 15h do dia 23 de abril de 2020 tinha mais de 13 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A publicação foi feita no dia 21 de abril. Na edição do Jornal da Band anterior à publicação, do dia 20, e nas duas edições posteriores, do dia 21 e dia 22, não foram encontradas reportagens “denunciando” caixões vazios em cemitérios do Amazonas.

Por WhatsApp, a direção da Band Amazonas disse que “não publicou nada acerca” de caixões vazios, e classificou o post como “fake news”. “Fizemos uma reportagem sobre valas comuns que estavam sendo feitas pela prefeitura para enterrar vítimas de Covid-19. (…) Mas não [fizemos] texto nem narração falando de caixões vazios”, disse a direção. 

A Band Nacional também negou ter feito qualquer “denúncia” desse tipo. “A Band não exibiu nenhuma reportagem sobre enterros com caixões vazios”, diz a mensagem.

Em nota, a Prefeitura de Manaus, que é a responsável pelos cemitérios, afirmou que “não procede a informação que caixões estão sendo enterrados vazios”.  A prefeitura também disse ter entrado em contato com a emissora. De acordo com eles, a direção informou que “não foi publicada notícia com essa informação”.

Segundo a Prefeitura de Manaus, o número de sepultamentos mais do que triplicou nos últimos dias, saltando de uma média diária de 30 enterros para mais de 100 por dia. Por conta da alta demanda, a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) adotou o sistema de trincheiras no cemitério Nossa Senhora Aparecida. Esse é o único cemitério público com capacidade para receber novas covas, fazendo com que o sepultamento só possa ser realizado em outro cemitério caso a família já possua sepultura no local.

Até quarta-feira (22), o estado do Amazonas tinha 2.479 casos confirmados e 206 mortes por Covid-19. Na capital Manaus, eram 1.958 casos e 173 óbitos. Esses números não incluem casos suspeitos. O estado tem a proporção mais alta de pessoas infectadas pelo novo coronavírus em todo o país: cerca de 62 a cada 100 mil habitantes.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo