A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Novo golpe oferece kits gratuitos de produtos de limpeza e higiene na pandemia

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
29.abr.2020 | 12h51 |

Circulam pelas redes sociais posts que oferecem kits gratuitos de produtos de limpeza e higiene durante a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Uma das publicações prevê a doação de material de limpeza e higiene de marcas da Unilever para quem participar, enquanto outra promete distribuir gratuitamente 100 pacotes de fraldas Pampers para cada município brasileiro. Para receber, basta digitar o nome da cidade nos posts. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Cada um faz o bem – Unilever. Comente sua cidade, e receba esse kit limpeza e higiene agora! Todos contra o coronavírus”

Texto em post no Facebook que, até as 10h30 de 29 de abril de 2020, tinha 278 compartilhamentos

FALSO

O post analisado pela Lupa é um golpe. A assessoria de imprensa da Unilever afirmou, em nota, que a publicação é falsa e utiliza indevidamente as marcas da companhia. A empresa destacou ainda que segue a legislação brasileira para a realização de qualquer tipo de promoção ou sorteio. “A Unilever reitera ter feito a doação de mais de 700 toneladas de produtos de higiene, limpeza e alimentos em apoio ao combate da Covid-19 para comunidades carentes, lares de idosos e hospitais após interlocução com órgãos governamentais e entidades filantrópicas idôneas. Os canais de comunicação oficiais da companhia são @UnileverBrasil e @CarreirasUnilever”, diz o texto. Há também um site que lista as ações da empresa durante a pandemia.

A fraude é similar a outras já verificadas pela Lupa, que ofereciam vagas de emprego ou cestas básicas por meio de posts no Facebook. Para convencer as pessoas a participar, os criminosos usam o nome de empresas conhecidas nas imagens. Também procuram fazer ofertas atraentes, capazes de mobilizar uma grande quantidade de pessoas. Assim, muitos usuários acabam seguindo as instruções e deixam um comentário no post. Logo em seguida, um chatbot – ou seja, um programa automatizado que simula uma conversa – entra em contato pelo Facebook Messenger.

O golpe ocorre a partir das interações no bate-papo. Primeiro, o chatbot pergunta o nome da pessoa. Depois, diz que ela ganhou um prêmio. No caso do kit de higiene e limpeza, o benefício seria um cartão com limite de R$ 2 mil para que seja realizada a compra dos produtos. O chatbot então pressiona o usuário, dizendo que restam poucas unidades e que, para garantir o prêmio, a pessoa deve compartilhar cinco vezes o post em cinco grupos diferentes. Uma nova mensagem dá um prazo de cinco minutos para isso, afirmando que o sistema detecta quem já cumpriu a tarefa.

Algum tempo depois, mesmo que os compartilhamentos não tenham sido feitos, vem uma nova mensagem, dando os parabéns: “Estou com uma parceira (sic) com um dos maiores bancos do Brasil, queremos lhe ajudar! Estou liberando a você UM VALE CARTÃO no limite de 2.000,00 já liberado em seu nome! Apenas para você ir e pegar seu premio (sic). Solicite abaixo, aprovamos o seu pedido hoje mesmo!” Um link direciona para outro site, onde serão pedidas informações que permitam extrair dados do usuário ou forçá-lo a fazer um pagamento. A conta usada nesse endereço estava suspensa, no entanto, no momento de publicação desta checagem.


“Comente agora sua cidade, quantos filhos você tem e receba o kit 1 com: 100 pacotes de fraudas (sic) Pampers. Doação para todas cidades do Brasil! Família Pampers. Todos contra o coronavírus”

Texto em post no Facebook que, até as 10h30 de 29 de abril de 2020, tinha 227 compartilhamentos

FALSO

A publicação analisada pela Lupa é um golpe. O post com a oferta de fraldas foi feito pela mesma página que ofereceu o kit de produtos de limpeza e higiene. A assessoria de imprensa da Procter & Gamble afirmou, em nota, que não se trata de uma campanha oficial da empresa. “É falso”, diz o texto. A fraude funciona da mesma maneira que a dos kits de limpeza, pedindo para a pessoa fazer um comentário na publicação. O chatbot, no entanto, ainda não estava em funcionamento quando foi feita esta checagem.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo