A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto Jose Cruz/Agencia Brasil
Foto Jose Cruz/Agencia Brasil

#Verificamos: É falso que André Mendonça disse que, em conflito entre Bíblia e Constituição, ‘vale a Bíblia’

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
04.maio.2020 | 14h30 |

Circula nas redes sociais uma frase atribuída ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, na qual ele diz que, quando houver choque entre Bíblia e Constituição, “vale a Bíblia”. Mendonça, que é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), assumiu o ministério na semana passada, substituindo o ex-juiz federal Sergio Moro. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Quando a Constituição Federal chocar com a Bíblica, para mim, vale a Bíblia”
Frase atribuída ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, no Twitter, que, até as 13h30 do dia 4 de maio de 2020, tinha sido retuitada por mais de 200 pessoas 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Essa frase não aparece em nenhuma entrevista, rede social ou discurso recente feita pelo ministro André Mendonça. Em uma busca no Google, as únicas referências diretas a essa frase são tuítes de opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A referência mais próxima a essa afirmação é uma frase de uma reportagem do jornal Correio Braziliense: “Pastor evangélico de uma igreja em Brasília, Mendonça tenta desempenhar suas funções sem colocar os versículos da Bíblia acima dos artigos da Constituição.”

Em nota enviada pela assessoria de imprensa do ministério, Mendonça negou a veracidade do texto. “É falso! A Bíblia do Estado Democrático de Direito é a Constituição”, afirma. 

Advogado da União, Mendonça foi nomeado ministro na última terça-feira (28), após o pedido de demissão do ex-ministro Sergio Moro. Definido pelo presidente como “terrivelmente evangélico”, Mendonça é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança. 

Durante seu discurso de posse, Mendonça afirmou que Bolsonaro é um “profeta no combate à criminalidade” e reforça que “precisamos instaurar nesse país um verdadeiro Estado de Direito, materialmente concebido com segurança pública efetiva”. Não há referências à relação entre a Bíblia e a Constituição.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo