A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que vídeo de médicos dançando em Israel tenha relação com fechamento de hospitais sem casos de Covid-19

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.maio.2020 | 18h30 |

Circula pelas redes sociais um vídeo que mostra médicos e funcionários de um hospital dançando e se movimentando alegremente. Algumas pessoas que estão sentadas se levantam assim que a câmera chega e passam a chacoalhar os braços e balançar o corpo. De acordo com a legenda da publicação, é uma comemoração do fechamento de dois hospitais em Israel por falta de pacientes com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Viva! Viva! 2 hospitais em Jerusalém fecham por não ter mais pacientes com Covid19. Vejam a alegria.”

Legenda de vídeo no Facebook que, até as 17h de 6 de maio de 2020, tinha mais de 19 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo não tem nenhuma relação com o fechamento de hospitais por falta de pacientes com Covid-19 em Israel. Os médicos e funcionários que aparecem no vídeo trabalham no Centro Médico Shaare Zedek, em Jerusalém, e fizeram a gravação para estimular as pessoas a realizar atividades físicas durante o isolamento social na pandemia.

A versão em inglês do post foi publicada na página do Facebook da unidade de saúde em 29 de abril, com a seguinte legenda: “A equipe do nosso Centro Cardiológico estimula todos a se exercitarem para manter seus corações batendo e sorrindo. Desejamos a todo mundo muito boa saúde! Feliz Yom Haatzmaut [Dia da Independência de Israel]!” O post em hebraico diz algo semelhante: “O sistema circulatório aceita as recomendações dos médicos – um corpo em movimento melhora a atividade do coração.”

Os casos de Covid-19 com necessidade de internação hospitalar têm diminuído em Israel, o que levou várias unidades de saúde a desativarem áreas destinadas a pacientes com a doença. De acordo com reportagem do jornal Haaretz, essa não é uma orientação do Ministério da Saúde do país, e as alas poderão ser reabertas, caso seja necessário. Não há, no entanto, nenhum registro de que hospitais tenham fechado.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo