A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Foto tirada em 2010 após evacuação de hospital é usada para ilustrar saúde pública em 2016

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
13.maio.2020 | 17h09 |

Circula pelas redes sociais uma foto de um hospital lotado de pacientes deitados em macas. A legenda diz que a imagem é do sistema de saúde durante o “governo petista”, e foi supostamente tirada em 2016. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Governo petista 2016
Foto de 2016, “Bons” tempos em que a saúde estava “bem” e a imprensa não noticiava nada a respeito. Bando de Hipócritas…”
Legenda de foto publicada no Facebook, até as 16h do dia 13 de maio, havia sido compartilhada por mais de 22 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A situação retratada na foto não tem relação com o sistema de saúde no ano de 2016, mas com um incêndio ocorrido no Instituto Dr. José Frota (IJF), emergência hospitalar em Fortaleza (CE), em 2010. Na ocasião, após um curto-circuito em dois capacitores de energia, cerca de 60 pacientes foram removidos das áreas internas do estabelecimento por questões de segurança e foram encaminhados à parte externa, o que causou a aglomeração temporária. À época, o hospital confirmou que não houve feridos e que o incêndio foi controlado rapidamente. 

O incêndio foi amplamente noticiado pela imprensa (aqui, aqui e aqui) e, em mais de uma ocasião, o cenário caótico das macas distribuídas em um espaço pequeno foi ressaltado. A primeira publicação da imagem foi feita em um blog em 07 de abril de 2010, um dia após o incêndio, e foi atribuída ao fotógrafo Edmar Soares. O texto foi assinado pelo então vereador Paulo Vasconcelos (PRB), do município de Sobral (CE), e fala das críticas da oposição em relação à gestão municipal do hospital. 

Apesar de se tratar de uma situação temporária e não retratar com precisão o sistema de saúde do município, o IJF, administrado pela Prefeitura Municipal de Fortaleza, passou por uma série de problemas estruturais durante a gestão da prefeita Luizianne Lins (PT), que comandou a capital cearense entre 2005 e 2012. Foram três incêndios em um ano. Há ainda registros de superlotação no período.

Também não é verdade que “a imprensa não noticiava nada” sobre a situação da saúde pública no Brasil durante a gestão do PT. Uma simples busca no Google desmente isso. É possível encontrar reportagens sobre o assunto em todos os principais veículos de comunicação do país – incluindo “Gripe e falta de médico levam caos a hospitais públicos e privados de SP”, publicada pela Folha de S.Paulo em março de 2016, e “Mais de 60% dos hospitais públicos estão sempre superlotados”, veiculada pelo Bom Dia Brasil, da TV Globo, em março de 2014. 

Essa informação também foi verificada pelo site E-Farsas.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo