A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Ministério Público pediu a prisão de Wilson Witzel

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.maio.2020 | 19h52 |

Circula nas redes sociais um texto que afirma que Ministério Público pediu prisão “sem julgamento” do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:


PEDIDO DE PRISÃO!
MP acaba de pedir prisão sem julgamento do Wilson Witzel ao STJ, está maior desespero no palácio.
PRES. DA ALERJ PARTIU PARA O PALÁCIO AGORA.
Aguardem!
Texto publicado no Facebook que, até as 19h30 do dia 15 de maio de 2020, tinha sido compartilhado por mais de 600 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Até o dia 15 de maio, data da publicação, nenhum mandado de prisão contra o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), havia sido solicitado pelo Ministério Público Federal (MPF) ou pelo Ministério Público Estadual (MP-RJ).

Segundo a revista Veja e o portal R7, no dia 29 de abril, o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, teria pedido abertura de inquérito para investigar Witzel. Segundo esses dois veículos, a investigação seria por supostas nomeações de funcionários fantasmas no governo do estado. O inquérito estaria correndo em segredo de justiça. O MPF não confirmou e nem negou a existência dessa investigação, mas disse que não pediu a prisão do governador. A Coordenadoria de Comunicação do MP-RJ também informou que não pediu a prisão de Witzel.

Na última quinta-feira (14), o empresário Mário Peixoto e o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Paulo Melo, foram presos em operação da força-tarefa da Lava Jato. As alegações de recebimento de propinas em fraudes na saúde datam da gestão do ex-governador Sérgio Cabral. Contudo, o MPF entende que o esquema de fraude permaneceu na gestão de Wilson Witzel, em especial para a construção de hospitais de campanha para o combate ao coronavírus. Peixoto mantém contratos com o governo atual. 

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo