A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Apoiadores de Bolsonaro em vídeo viral não foram presos por ‘usar a camisa do Brasil’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
19.maio.2020 | 18h23 |

Circula pelas redes sociais um vídeo que mostra apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sendo abordados pela Polícia Militar de Pernambuco, ao lado de um carro do Departamento Estadual de Trânsito do estado (Detran-PE). Segundo a legenda, essas pessoas foram detidas, a mando do governador Paulo Câmara (PSB), por “usarem camisas do Brasil” ou “defenderem o presidente da República”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Cidadãos estão sendo detidos pela polícia, a mando do governador de Pernambuco, por estarem com camisas do Brasil ou pro bolsonaro.”

Legenda de post no Instagram que, até as 16h de 19 de maio de 2020, tinha 1.187 visualizações

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. As pessoas que aparecem no vídeo foram detidas no dia 15 de maio por desobedecer medidas de isolamento contra o novo coronavírus. O grupo detido preparava-se para promover uma carreata contra novas determinações do governo de Pernambuco para aumentar o isolamento social e, assim, reduzir a propagação da Covid-19. 

Segundo nota da assessoria de imprensa da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, 12 pessoas foram autuadas por desobedecerem medidas de isolamento contra a Covid-19. “A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da 3ª Delegacia Seccional – Boa Viagem, autuou, no último dia 15 [de maio], 12 pessoas (nove homens e três mulheres) pelo descumprimento do artigo 268, do Código Penal Brasileiro, e de determinações contidas em decretos estaduais e municipais voltados para o combate à pandemia do novo coronavírus. Também foram apreendidos nove veículos, incluindo dois carros de som”, diz o texto.

Um dia depois do ato teve início o lockdown, ou seja, o bloqueio total da circulação de pessoas e veículos na capital, Recife, e em outras quatro cidades da região metropolitana – Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata. Até 31 de maio, só estão autorizadas a sair de casa as pessoas que forem realizar atividades consideradas essenciais ou trabalhadores de 38 categorias enquadradas dessa forma pelo decreto que instituiu a quarentena mais rigorosa. A medida foi definida depois que o estado ultrapassou a marca de mil mortos pela Covid-19.

Dias antes do lockdown, policiais começaram a abordar motoristas para conscientizá-los sobre as regras da quarentena. De acordo com a SDS, no dia da carreata os policiais agiram preventivamente para evitar que se formasse uma aglomeração em Boa Viagem. “É importante esclarecer que ação das forças policiais cumpriu determinações de decretos estaduais e recomendações do Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal para evitar a propagação da Covid-19. Não teve, ao contrário do que afirmam organizadores, qualquer motivação política na atuação policial, e sim a de proteger a população contra a disseminação da doença. A ação não visou o conteúdo do protesto, sua orientação política, as mensagens em camisas e materiais, mas o cumprimento das orientações de autoridades sanitárias”, diz a nota.

boletim da Secretaria de Saúde de Pernambuco publicado no dia 18 de maio indicava 20.094 casos confirmados da Covid-19 no estado e 1.640 mortes causadas pela doença.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo