A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Policial Militar atirou em surfista em praia de Fortaleza

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
28.maio.2020 | 17h16 |

Circula nas redes sociais um vídeo em que um policial aparece perseguindo e disparando tiros contra um surfista em uma praia. De acordo com a legenda, a situação teria acontecido na Praia do Futuro, em Fortaleza (CE). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Praia do futuro, Fortaleza. PM atirando num surfista. Espalhem, DIVULGUEM… é o cúmulo da falta de respeito com a população. Depois vem o facista e terrorista Camilo Santana, dizer que o polícial atirou por responsabilidade dele mesmo. E tira o dele da reta. Covarde.
Vídeo publicado no Twitter que, até as 17h do dia 28 de maio de 2020, tinha sido retuitado por mais de 1,5 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo, no qual um policial aparece perseguindo e atirando contra um homem que carrega uma prancha de surfe, não foi filmado no Ceará, mas em Playa Hermosa, na Costa Rica, no dia 26 de março. A Polícia Militar do Ceará (PMCE) publicou nota, na qual nega que o caso tenha ocorrido no Ceará.

A perseguição aconteceu na Costa Rica no final do mês de março deste ano. O acesso às praias foi proibido no país centro-americano no dia 23 de março como medida sanitária no combate à disseminação da Covid-19. O vídeo original foi publicado pelo perfil costarriquenho Surfline, no Instagram, e republicado pelo surfista em questão, o estudante Rafael Villavicencio.

Além de Villavicencio, outros surfistas foram presos por desobedecerem as regras de isolamento do país. Em uma das situações, o ex-campeão mundial da International Surf Association, Noe McGonagle foi detido e se desculpou publicamente.

Esta afirmação também foi verificada pelos sites Aos Fatos e Fato ou Fake.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo