A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Imagem de homem tentando reanimar a avó que faleceu por Covid-19 não foi registrada no Brasil

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
12.jun.2020 | 14h25 |

Circula nas redes sociais imagens de um homem tentando reanimar uma idosa, dentro de um carro, usando técnicas de respiração boca a boca. A legenda da imagem diz que a senhora, que estava com sintomas de Covid-19, morreu por causa da demora no atendimento em uma unidade hospitalar de Minas Gerais, nesta quinta-feira (11). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Imagem emocionante no Brasil, Hoje em MG uma idosa veio a óbito ao esperar o atendimento a idosa apresentava sintomas de covid 19 o que mais impressionou  foi a atitude  do neto tentando reanimar a vítima com respiração  boca boca mais sem sucesso. Veja a atitude do rapaz sem se preocupar que podia contrair o vírus. Isso que é Amor”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 14h do dia 12 de junho de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 800 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O registro foi feito na segunda-feira (08), na Cidade do México, pelo fotógrafo Moisés Pablo, da agência de fotografia Cuartoscuro. Segundo a legenda que consta no site da agência, uma senhora morreu no automóvel do estacionamento do Hospital Geral da capital mexicana, na área de triagem da Covid-19.

A idosa foi levada pelo neto ao hospital por causa de problemas respiratórios. O jovem disse à agência Cuartoscuro que até aquele dia a avó não tinha registrado sintomas prévios de coronavírus. Ao chegar ao hospital, o neto tentou reanimar a senhora com respiração boca a boca, mas sem sucesso.

A história foi publicada em jornais de toda a América Latina, a exemplo do El Clarín e do La Nación, da Argentina, e do diário Diez, de Honduras, além de vários veículos mexicanos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo