A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Marinha não aplica protocolo que prescreve ‘uso domiciliar da ivermectina’

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
23.jun.2020 | 18h18 |

Circula nas redes sociais que a Clínica de Doenças Infectoparasitárias do Hospital Naval Marcílio Dias “liberou” um protocolo para uso domiciliar da Ivermectina durante tratamento do coronavírus. De acordo com a publicação, a Marinha do Brasil recomendaria a administração do remédio em dose única para pacientes que manifestam sintomas leves da Covid-19. A prescrição seria acompanhada de termo de consentimento assinado pelo paciente. Essa sugestão foi encaminhada por um leitor da Lupa pelo formulário #LupaAqui, onde é possível recomendar conteúdos para a nossa equipe verificar. Confira o trabalho de verificação da Lupa:


“URGENTE! NOVO PROTOCOLO IVERMECTINA MARINHA DO BRASIL P/ A COVID-19, URGENT! NEW IVERMECTIN PROTOCOL”
Título de vídeo publicado no Youtube que, até o dia 23 de junho, foi assistido por 99 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Em nota, a assessoria de imprensa da Marinha do Brasil informou que o documento divulgado era apenas uma “minuta de protocolo”, e que não foi adotado pela Força. Isto significa que essas medidas foram propostas, mas não foram adotadas na prática. 

A Marinha comunicou, ainda, que o Sistema de Saúde da Marinha adota os protocolos clínicos e terapêuticos divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O site da Saúde Naval da Marinha afirma que “não há um remédio específico” no tratamento para a Covid-19.

No Brasil, o Ministério da Saúde ainda não recomenda o uso da droga, que teve eficácia comprovada para a eliminação do vírus da Covid-19 somente em testes in vitro. Reportagem da Lupa na Ciência mostrou que os estudos da terapia com ivermectina no tratamento da doença ainda estão em desenvolvimento. Entidades como o Conselho Federal de Medicina alertam sobre o risco do uso da droga sem recomendação médica.

Na proposta elaborada por médicos da Marinha, a ivermectina seria usada em pacientes com sintomas de fases 1 e 2A, correspondentes à síndrome gripal e pneumonia viral leve, considerados casos leves da Covid-19. O paciente deveria assinar um termo de consentimento para ter acesso à terapia com a droga. Esse protocolo seria recomendado para uso domiciliar, ou seja, para pacientes que não precisam ser internados. Contudo, ele não foi aprovado. Como dito anteriormente, ainda não há provas da eficácia da droga no tratamento do novo coronavírus. 

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo