A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Foto de garoto que depende de ‘cirurgia urgente’ é, na verdade, de vítima da guerra civil no Iêmen

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
25.jun.2020 | 19h59 |

Circula nas redes sociais uma foto de uma criança que, segundo a legenda, sofreu um acidente e precisa de ajuda financeira para realizar uma cirurgia urgente. O post diz ainda que, para cada comentário com a palavra “Amém”, a criança ganharia R$ 5,00; para quem compartilhasse, o valor arrecadado seria de R$ 20,00. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“VAMOS AJUDAR ATENÇÃO Gabriel SOFREU UM ACIDENTE está na fila de cirurgias urgentes, mas não tem dinheiro para pagar. 1 Amém ela ganha 5,00R$. 1 Compartilha ele ganha 20,00$”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 19h do dia 25 de junho de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 251 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O menino que aparece na foto não se chama Gabriel e não está em uma fila de cirurgias urgentes. Na verdade, o garoto, de 10 anos, se chama Ghazi Ali bin Ali, e foi fotografado no Iêmen em 2018. Ele sofria de subnutrição, em decorrência da guerra civil no país, e pesava somente oito quilos quando a foto foi tirada.

Não é possível precisar o autor das fotos. Contudo, dois fotógrafos retrataram o mesmo menino para a agência de notícias AFP. No site da plataforma Getty Images, é possível encontrar registros do fotógrafo Ahmad Al-Basha, da AFP. Nos créditos, é informado que as imagens foram feitas nos arredores da cidade de Taez, no sudoeste do Iêmen.

Em uma das fotos, é possível ver a mesma camiseta que o menino segura em uma das imagens analisadas. Em entrevista à AFP, Basha confirmou a identidade de Ghazi.

O fotógrafo Marzooq Al-Jabity, também da AFP, tirou duas outras fotos de Ghazi, em uma cama do hospital. É possível reparar que ele usa a mesma calça e tem as mesmas marcas nas costas. A publicação, de 19 de novembro de 2018, e também foi registrada em Taez.

O Iêmen vive uma guerra civil desde março de 2015, quando uma coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita realizou uma intervenção militar contra grupos rebeldes. Ataques aéreos se tornaram uma rotina diária para milhões de civis, mergulhando o país na pior crise humanitária do mundo, segundo a ONU.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo