A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que novo ministro da Educação ofendeu artistas e jornalistas no Twitter

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.jun.2020 | 13h15 |

Circula nas redes sociais tuítes que supostamente foram publicados pelo novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva. Os textos mostram que o professor teria xingado o ator Bruno Gagliasso, o comediante Marcelo Adnet e a jornalista Miriam Leitão. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Um pouco das postagens do Twitter do novo Ministro da Educação!!!!!”
Legenda da imagem publicada no Facebook que, até às 12h do dia 26 de junho de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 500 pessoas

FALSO

Os tuítes analisados pela Lupa não foram publicados pelo novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva. O ministério informou que o professor não possui perfil no Twitter e que todas as contas que levam o nome do ministro são falsas.  Sendo assim, Decotelli não foi responsável pelos tuítes xingando ator Bruno Gagliasso, o comediante Marcelo Adnet e jornalista Miriam Leitão.

A Lupa buscou ainda as contas no Twitter que levam o nome do ministro. O perfil @decotelli1 – utilizado para xingar artistas e jornalistas – foi apagado da rede social. É possível ver tuítes antigos da conta, porém, usando a ferramenta Wayback Machine. Há, ainda, pelo menos outras duas contas falsas do novo ministro: @decotelli_silva e @FirmaoB

Na última quinta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro informou, pela sua rede social, que o professor Carlos Alberto Decotelli da Silva seria o novo ministro da Educação, após a saída de Abraham Weintraub. Bolsonaro aproveitou a oportunidade para postar uma foto dos dois juntos e citar uma pequena biografia do professor. Em seu Twitter, Weintraub disse que já trabalhou com Decotelli e elogiou sua indicação para a pasta.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo