A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

#Verificamos: É falso que Damares Alves descobriu ‘caso de pedofilia’ envolvendo STF

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.jul.2020 | 18h55 |

Circula nas redes sociais que a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, teria descoberto um caso de pedofilia envolvendo o Supremo Tribunal Federal (STF). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Ministra Damares Alves descobre caso de pedofilia no STF”
Legenda de imagem que circula pelo Facebook que, até às 16h do dia 22 de julho de 2020, tinha sido compartilhada mais de 1,2 mil pessoas 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Questionada sobre a existência de um “caso de pedofilia” envolvendo a corte, a assessoria de comunicação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos classificou a informação que circula nas redes sociais como “integralmente falsa”. 

Essa informação começou a circular após o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, afirmar, em seu Twitter, que os ataques sofridos por Damares são impulsionados por suas ações contra a pedofilia. Sem apresentar nenhuma prova ou evidência, o ex-deputado disse ainda que há um “urubu que só come filhotes de aves no ninho”, insinuando que um membro do Judiciário teria praticado o crime de pedofilia. Posteriormente, ele apagou o tuíte. A ativista Sara Giromini, presa em junho no inquérito das manifestações antidemocráticas, também publicou essa falsa informação em seu Twitter.

Projeto de lei

Na semana passada, a ministra Damares Alves apresentou um projeto de lei (PL 3780/2020) sobre o assunto. A proposta aumenta em 50% a pena de condenações de “ministros de confissões religiosas, profissionais das áreas de saúde ou de educação e por quaisquer pessoas que se beneficiem da confiança da vítima ou de seus familiares” para praticar o crime sexual. 

Na nota, a assessoria do ministério defendeu o PL 3780/2020, que aumenta a pena para crimes sexuais contra menores de idade. Contudo, destacou que a proposta não tem relação com “qualquer investigação específica em andamento”.

Uma verificação semelhante foi feita pelo Fato ou Fake.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo