A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

#Verificamos: Felipe Neto não tuitou apologia à violência sexual contra crianças

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
27.jul.2020 | 18h26 |

Circula nas redes sociais um tuíte supostamente publicado pelo youtuber Felipe Neto. O texto faz apologia à violência sexual contra crianças. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Criança é que nem doce, eu como escondido”
Imagem publicada no Facebook que, até o dia 27 de julho de 2020, tinha sido compartilhada por 820 pessoas.

FALSO

A publicação analisada pela Lupa é uma montagem. Não é possível encontrar nenhuma publicação com essas palavras no Twitter do youtuber Felipe Neto, nos dias 30 ou 31 de maio desse ano. Também não é possível encontrar registro desse tuíte nas ferramentas WayBack Machine, que poderia ter salvo a mensagem caso ela fosse apagada. A frase utilizada já circulava antes da data em questão, em um “meme” atacando o Papa Francisco. Por fim, o humorista é vítima de uma campanha de difamação nas redes, e uma montagem com teor similar também foi verificada pela Lupa.

O horário do suposto tuíte é 31 de maio de 2020, 1h06 da manhã. Não há nenhuma publicação feita nessa hora nas redes sociais de Neto. Contudo, há um tuíte publicado às 22h06 do dia 30, que pode ter servido como base para a montagem – a diferença de horário, nesse caso, seria devido ao fuso-horário no computador do autor. Nessa publicação, o YouTuber fala sobre as eleições americanas.

O site WayBackMachine capturou o perfil de Neto duas vezes 31 de maio de 2020 (aqui e aqui). Essa ferramenta mostra exatamente como um site aparecia em determinada data, e pode servir para recuperar tuítes apagados, por exemplo. É possível reparar que a publicação mencionada não aparece.

A frase atribuída ao YouTuber já circulava nas redes sociais antes da publicação. Ela foi usada, por exemplo, em um “meme” atacando o Papa Francisco e a Igreja Católica.

Outro indício da falsidade desse tuíte é que, apenas seis dias antes da suposta publicação, Neto se pronunciou sobre outro tuíte falso envolvendo pedofilia, também verificado pela Lupa.

Desde 2016, Neto utiliza seu canal para denunciar conteúdos que incentivam a violência sexual contra crianças e adolescentes. Contudo, nos últimos meses, ele vem sendo alvo de uma campanha de desinformação por seus detratores.

Por WhatsApp, a assessoria de Neto afirma que o post é uma montagem. “Todas essas postagens negativas são ataques orquestrados com o único objetivo de destruir reputações, o que comprova o quão inclinados ao ódio, silenciamento e perseguição são os envolvidos”, disse. Ele também publicou uma resposta sobre o caso em sua conta pessoal no Twitter, em que chama o conteúdo falso de “uma mentira nojenta”.

Essa informação também foi verificada pelo Boatos.org e Estadão Verifica.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo