A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Lojas Americanas jogaram ‘todos os livros do Felipe Neto no lixo’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
29.jul.2020 | 21h15 |

Esta publicação foi corrigida às 16h32 do dia 30 de julho de 2020. Veja abaixo.

Circula nas redes sociais que as Lojas Americanas jogaram no lixo todos os livros do youtuber Felipe Neto. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Lojas Americanas jogam todos os livros do Felipe Neto no lixo!”
Vídeo publicado no YouTube que, até as 20h do dia 29 de julho de 2020, tinha sido visualizado por mais de 350 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Segundo a assessoria de imprensa das Lojas Americanas, apenas uma versão de um dos cinco livros do youtuber, que continha conteúdos impróprios para menores, foi removida. “Ao tomar conhecimento de que alguns exemplares continham tal conteúdo, [a empresa] entrou em contato com a editora [Ediouro, responsável pela publicação] e combinou a retirada dos referidos livros das lojas”, diz a assessoria.

O livro em questão se chama “Felipe Neto: A trajetória de um dos maiores youtubers do Brasil”. A primeira versão, de 2017, circulava com uma página que continha uma brincadeira chamada “Casa, Mata ou Trepa”. Segundo a assessoria do youtuber, essa página foi retirada na segunda versão da publicação, que saiu em 2018.

Ainda em março de 2018, Neto classificou a inclusão dessa página na primeira versão do livro como um erro, em entrevista à revista Veja. “Quando o livrão foi construído, eu ainda estava voltado pro Youtube, ainda não tinha definido meu novo conteúdo e muito menos como seria meu público. O livrão foi criado quando eu ainda falava palavrões em vídeos e fazia piadas sexuais. Depois disso foi que meu conteúdo começou a se moldar para ser cada vez menos polêmico e controverso para poder abraçar as diferentes idades e públicos diferentes. Porém já era tarde demais, o livrão já estava nas casas das pessoas”, disse.

Em setembro de 2019, após Neto comprar e distribuir dezenas de livros com temática LGBT na Bienal do Livro, ele voltou a ser criticado por ativistas de direita por causa desse livro. Em vídeo publicado na época, o youtuber explicou que a página tinha sido removida. “Depois que o livro foi lançado, meu canal começou a atrair muitas crianças por causa do meu irmão Luccas Neto. (…) Falei, gente, eu tenho que mudar tudo! Eu não faço vídeo para criança! (…) Eu mandei recolher e trocar o livro que tinha a página do ‘Casa, Mata ou Palavra Feia’”, disse.

Em 2020, outro youtuber, Rogério Betin, verificou que ainda existiam cópias da versão antiga do livro em uma filial das Lojas Americanas em Curitiba. Posteriormente, ele voltou à loja e foi informado por funcionários que a publicação não estava mais à venda. Isso não quer dizer, contudo, que “todos os livros” de Neto foram “jogados no lixo”. Ainda é possível encontrar livros do youtuber à venda na rede.

Correção às 21h50 do dia 29 de julho de 2020: O autor do vídeo em que mostra cópias da versão antiga do livro em uma filial das Lojas Americanas é Rogério Betin, e não Roberto, como informado inicialmente.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo