A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução/ Thammy Miranda
Foto: Reprodução/ Thammy Miranda

#Verificamos: É falso que Natura ‘perdeu milhões’ após comercial de dia dos pais com Thammy Miranda

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
29.jul.2020 | 15h19 |

Circula pelas redes sociais que a fabricante de cosméticos Natura teria “perdido milhões” após boicote à empresa por causa da participação do ator transexual Thammy Miranda em campanha do Dia dos Pais. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Natura perde milhões com boicote geral após Thammy Miranda como ‘garoto propaganda do dia dos pais”
Texto publicado no site Notícias Brasil Online que, até o dia 29 de julho de 2020, foi compartilhado por 189 pessoas no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O valor das ações do grupo Natura na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cresceu cerca de 6% após o envolvimento do ator Thammy Miranda na campanha de dia dos pais da Natura. Na abertura do pregão do dia 22 de julho, quando Thammy anunciou que participaria da campanha em seu Instagram, as ações NTCO3, do Grupo Natura, estavam avaliadas em R$ 43,60. Às 14h dessa quarta-feira (29), a cotação era de R$ 46,11.

O crescimento foi acentuado nesta semana, quando o assunto ganhou destaque no país. Segundo a ferramenta Crowdtangle, a maioria dos posts publicados sobre o assunto, até o momento, aconteceram a partir do último domingo (26). Entre a abertura da Bovespa na segunda-feira (27) e a publicação desta verificação, o valor das ações subiram cerca de 8%. Ou seja, nada indica a campanha transfóbica tenha gerado a “perda de milhões”.

A campanha da Natura foi lançada no dia 19 de julho, com um vídeo publicado no Youtube sob o mote “A presença é o melhor presente”. Desde então, diversos pais foram convidados a participar das peças de comunicação da empresa, entre eles o ex-BBB Babu Santana e o chef de cozinha Henrique Fogaça. 

Contudo, foi a participação de Thammy, ator transexual, que gerou ataques transfóbicos e ameaças de boicote à empresa nas redes sociais. A hashtag “EuNãoComproNatura” ficou na lista dos 10 assuntos mais comentados no Twitter. As publicações preconceituosas foram impulsionadas, inclusive, pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP). O ator se manifestou após o ocorrido. “Amor, respeito, afeto e coragem são coisas que precisamos pra enfrentar a vida”, declarou, nas redes sociais, em resposta a uma publicação da mãe, a cantora Gretchen Miranda.

Em nota, a assessoria de imprensa da Natura afirma que a empresa “acredita na diversidade” e que a campanha de dia dos pais deste ano tem foco na relação entre pais e filhos em meio ao período de isolamento social. “A Natura celebra todas as maneiras de ser homem, livre de estereótipos e preconceitos, e acredita que essa masculinidade, quando encontra a paternidade, transforma relações”, diz.

Esta não é a primeira vez que a Natura passa por ataques nas redes sociais após divulgar peças publicitárias com foco na diversidade. Em 2019, após postar vídeos de casais LGBTQ se beijando na campanha #ColeçãoDoAmor, a empresa também se tornou o assunto mais comentado no Twitter, com a hashtag #BoicoteNatura.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo