A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Verifica Coronavírus EP16: Desinformação sobre vacina chinesa inunda redes sociais

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.jul.2020 | 16h44 |

Nesta semana, uma das possíveis vacinas que estão sendo testadas no Brasil foi alvo de diversos boatos nas redes sociais. A Coronavac – desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac – foi citada em dois posts no Facebook com conteúdos falsos. Um dos conteúdos dizia que células de bebês abortados estariam sendo utilizadas na produção da vacina chinesa. Outro texto analisado pelo Lupa dizia que uma voluntária brasileira teria passado mal após tomar uma dose dessa imunização. No Verifica desta semana, os jornalistas Gilberto Scofield Jr. e Natália Leal passam a limpo essas e outras informações.

Neste episódio, o quadro de entrevistas tem uma participação especial. A repórter Nathália Afonso entrevistou o médico e escritor Drauzio Varella, referência em saúde no Brasil. Ele tirou dúvidas dos leitores e ouvintes sobre flexibilização do isolamento social e comentou um pouco sobre o fenômeno da desinformação durante a pandemia da Covid-19. 

Em parceria com o Google News Initiative, a Lupa lançou a ferramenta No epicentro, que coloca o leitor no centro da pandemia da Covid-19 e mostra como seria se todas as mortes da doença tivessem ocorrido perto da sua casa. Os apresentadores debatem um pouco sobre essa ferramenta e contam ainda um pouco dos bastidores do desenvolvimento da plataforma. 

Ouça o novo episódio desta temporada especial:

Ficha técnica

O Verifica é uma produção da Agência Lupa, em parceria com Colmeia Podcast

Apresentação: Gilberto Scofield Jr. e Natália Leal

Produção e reportagem: Equipe Lupa

Roteiro e edição: Colmeia Podcast

Sugestões e dúvidas? Fale conosco no lupa@lupa.news

Nota: a segunda temporada do Verifica conta com o apoio da International Fact-checking Network e do Facebook, através do Coronavírus Fact-checking Grants

Editado por: Nathália Afonso e Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo