A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Checar é preciso. Educar também. Somos mais de 7 mil lupeiros e lupeiras

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
05.ago.2020 | 15h00 |

O que é e quando surgiu o LupaEducação?

Para a Agência Lupa, a tarefa de verificar o discurso público é um desafio que precisa ser compartilhado. A International Fact-Checking Network (IFCN), rede que reúne mais de 150 plataformas de checagens em todo o mundo, é robusta, mas não dá conta de fazer frente a um universo cada vez maior de informações falsas e manipuladas – conteúdo que pode até mesmo comprometer o debate democrático e a saúde de seres humanos.

Foi pensando na necessidade de ampliar o universo de pessoas aptas a checar dados que, em 2 de abril de 2017, o primeiro Dia Internacional do Fact-Checking, a equipe da Lupa decidiu lançar o programa LupaEducação.

Trata-se de uma iniciativa inovadora que tem por objetivo capacitar cidadãos em técnicas de checagem, e isso fez com que a agência se transformasse na primeira do Brasil a oferecer treinamentos em verificação.

Palestras e oficinas – online e presenciais – são realizadas pelos jornalistas da Lupa desde então, de forma ininterrupta, em empresas, instituições governamentais e de ensino, situadas em todo o Brasil e até mesmo no exterior. O LupaEducação já aconteceu, por exemplo, em Portugal, na Espanha e na Guiné-Bissau, na África.

Desde 2017, a demanda pelo programa de treinamento em checagem cresceu tanto que o LupaEducação se tornou uma significativa fonte de recursos para a agência. Tanto que já nos primeiros meses da criação do programa a Lupa foi convidada a ministrar o primeiro curso online e massivo em Língua Portuguesa (MOOC) sobre checagem de dados. O curso gratuito atingiu mais de 2.900 estudantes e foi o quinto MOOC produzido como parte de uma aliança entre o Centro Knight e Associação Nacional de Jornais (ANJ), e o sétimo patrocinado pelo Google. Um recorde de inscrições para um mesmo treinamento até aquele momento.

A proposta de ensinar pessoas como usar ferramentas e técnicas de fact-checking está totalmente alinhada à missão da Lupa – de fortalecer o debate democrático e validar os fundamentos das informações através da ampliação do conhecimento. E é com esse desafio em vista que a Lupa convida educadores de todo o Brasil a se juntar no esforço de multiplicação e na construção de uma sociedade verificadora de dados e discursos.

Até julho de 2020, as oficinas do LupaEducação já tinham treinado mais de 7 mil pessoas. Só por meio do projeto “Democracia Digital – Eleições 2020” foram capacitadas mais de 1,3 mil pessoas entre servidores públicos de 21 Tribunais Regionais Eleitorais, jornalistas e outros representantes de órgãos públicos e da sociedade civil nos estados. Essa iniciativa é uma parceria entre Agência Lupa, Instituto Tecnologia e Equidade (IT&E) e Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), com patrocínio do WhatsApp. Além disso, a Lupa também treinou alunos de escolas do ensino médio e estudantes de programa de pós-graduação em jornalismo e empreendedorismo. Aos educadores interessados nesta tarefa, a Lupa deixa o convite e o email de contato: lupa@lupa.news.

O que LupaEducação já fez?

Em seus nove primeiros meses de vida, de abril a dezembro de 2017, o LupaEducação realizou 18 eventos – uma média de dois por mês. Em 2018, o projeto deu um salto. Ofereceu 35 eventos, ou seja, uma média de 3 por mês. Até o final do primeiro semestre de 2020, o programa já contabilizou mais de 160 eventos presenciais e online, em mais de 700 horas de treinamento, atingindo todos os estados brasileiros e o Distrito Federal, e também o outro lado do Atlântico, com alunos capacitados em Portugal, na Espanha e na Guiné-Bissau.

Tanto o Facebook quando o Google já apoiaram projetos do LupaEducação. O FB financiou parte das oficinas de checagem oferecidas durante a edição de 2017 do “Festival piauí GloboNews de Jornalismo”, bem como o “Circuito Abraji – Lupa”, de 2018. O Google apoiou a criação de parte do projeto FakeouNews, desenvolvido pela agência em parceria com o Canal Futura. 

Em 2020, durante a pandemia do novo coronavírus, o LupaEducação transformou todos os seus eventos de capacitação presencial em atividades a distância – mantendo o seu compromisso com a educação midiática dentro e fora do país. Prova disso é o programa FactCheckLab, uma parceria da Agência Lupa com a Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil, que tem por objetivo capacitar jornalistas e estudantes de Jornalismo em produção de conteúdo com uso do fact-checking, a fim de incentivá-los a resolver um programa local no lugar onde vivem. Os candidatos das 93 propostas finalistas disputam o prêmio de projetos-destaque, cinco no total, um vencedor de cada região do Brasil. Os últimos workshops online com renomados jornalistas e professores de universidades americanas terminam no dia 8 de agosto de 2020.  O resultado final do programa será anunciado no dia 1 de outubro. Os cinco vencedores serão contemplados com uma viagem de intercâmbio de uma semana aos EUA para conhecerem o dia a dia do trabalho de empresas americanas de jornalismo.

O LupaEducação tem projetos permanentes?

Um dos grandes programas do LupaEducação em 2018 acabou se tornando permanente: a plataforma Fake ou News, feita em parceria com o Canal Futura e o apoio do Google. No site FakeouNews.org, há conteúdos explicativos que também ajudam aqueles que querem dar os primeiros passos no mundo da checagem. São artigos como “Por que checar antes de publicar ou compartilhar uma informação?”, “Será que essa informação está dentro do contexto?” e “Nem tudo que se vê (e se ouve) é real”. Também há uma coleção com mais de 20 memes que podem servir para uso em sala de aula ou simplesmente para conversas de WhatsApp.

Outros projetos perenes do LupaEducação, que têm muita procura, são o curso online “Como checar imagens falsas?” e o curso “Verificação de banco de dados públicos para produção de checagem”, oferecidos por meio da plataforma de eventos Sympla. Visite a página de “Eventos”, no site da Lupa, para saber quando serão os próximos.

No cardápio de produtos, o LupaEducação oferece treinamentos variados:

  • Oficinas online de 2h a 3h;
  • Oficinas presenciais de 2h, 4h ou 8h;
  • Palestras;
  • Treinamento de equipe de checagem para empresas jornalísticas. Clientes como: Veja.com, NSC Comunicação e TV Globo;
  • Treinamento corporativo: UnitedHealth Group (Amil), Bank of America, Senac, Uber e Casa Firjan (SENAI);
  • Treinamento para a Justiça: Tribunal de Contas de Goiás (TCE-GO) e Tribunais Regionais Eleitorais nos Estados (TREs);
  • Treinamento para entidades governamentais: BNDES;
  • Treinamento em escolas e universidades. O LupaEducação capacitou estudantes universitários na UFRJ, UFPR, PUC-RJ, Unigranrio, Unisinos, UniBH, além de duas escolas de Educação Básica no Rio de Janeiro. Foi também um dos módulos do curso de pós-graduação de jornalismo e empreendedorismo da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). 

O que é a rede “Lupeiros”?

“Lupeiros” e “lupeiras”. Assim são chamados todos aqueles que participam dos treinamentos do LupaEducação. São os ex-alunos da agência. Pessoas que mostraram interesse pelo universo do fact-checking e que, por esse motivo, integram um grupo fechado de Facebook mantido pela equipe de mídias sociais da Lupa.

Vem dos “lupeiros” a maioria dos freelancers e alguns dos membros atuais da equipe de jornalistas da Agência Lupa. A diretora de Conteúdo, Natália Leal (RS), e a repórter Nathália Afonso (RJ), foram alunas da fundadora da Lupa, Cristina Tardáguila, antes de se destacarem nas aulas e acabarem sendo convidadas a integrar o time de checadores da empresa. Muitos outros se destacaram e também já trabalharam com a Lupa. É o caso, por exemplo, de Tiago Aguiar, Cícero Cotrim (BA), Aline Louise (MA) e Plínio Luís Pereira Lopes (PR).

Como posso participar hoje?  

O LupaEducação possui uma página de eventos que reúne todos os cursos, seminários e treinamentos disponíveis. Clique aqui para acompanhar. Você também pode se registrar no nosso formulário e ser avisado quando tivermos algo em sua cidade.

Quem são os monitores/professores/palestrantes?

Gilberto Scofield Jr., diretor de Estratégia e Negócios da Lupa

Douglas Silveira, diretor de Marketing e Educação

Natália Leal, diretora de Conteúdo

Raphael Kapa, professor do LupaEducação

Quer saber mais como a Lupa trabalha? Escreva para lupa@lupa.news

Editado por: Douglas Silveira

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo